Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6599
Title: Influência dos diferentes processos de pós-colheita na agregação de valor do café conilon
Other Titles: Influence of different processes in post-harvest value-added conilon coffee
metadata.dc.creator: Teixeira, Marcos Moulin
Keywords: Café conilon;Pós-colheita;Cereja descascado;Agregação de valor;Coffee conilon;Post-harvest;Pulped coffee cherry beans;Add value
Issue Date: 29-Jun-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: TEIXEIRA, Marcos Moulin. Influence of different processes in post-harvest value-added conilon coffee. 2011. 89 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnica; Recursos Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
Abstract: The Espírito Santo State emerges as the largest producer of conilon coffee, contributing with 72% of national production. Innovative production technologies were developed and refined by the Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural and partners. However, in the area of post-harvest there are few scientific studies. Thus, this study assesses the relationship of different forms of post-harvest processing of conilon coffee with product quality, operating costs and eventual profitability. Data were collected in the Unidade Regional de Cafés Especiais Conilon- Sul (URCE-SUL), located in the municipality of Mimoso do Sul in the South of Espírito Santo state. The experiment consisted of six treatments and conducted in a randomized block design with four replications. Treatments consisted of: i) Traditional Terrace(TT);(ii) Traditional Dryer (TD),(iii) Washed Terrace (LT; (iv) Washed Dryer (WD) (v) Pulped Coffee Cherry Beans Terrace (PCCT), and (vi) Pulped Dryer (CDS). Represented by different harvest seasons (06/10, 06/16, 06/22 and 07/01) in the year 2010. The percentage of fruits and buoys ratio between ripe and green, drying time and its respective quantity processed, the costs and profitability of coffee processed in different post-harvest treatments was determined. The drying was made on a terrace paved with cement and rotary dryer of indirect fire. The processing of coffee from all treatments was made on a single machine, when coffee was 13% humidity. Under the conditions that study was conducted, it can conclude that: a) at the beginning of the harvest there is the lowest percentage of buoys and ripe fruits and a higher percentage of green fruit, b) pulped coffee cherry beans presents the lowest drying time and greater volume of coffee obtained by drying unit, both on a terrace paved with cement and in dryer; c) the cost of drying in machine is higher than the cost of the drying in terrace, within the same mode of post-harvest process, d) labor is the component of operating cost with the highest weight, e) the lowest cost infrastructure is in the process of post-harvest traditional terrace and the largest is the pulped coffee cherry beans dryer; f) the process of post-harvest is more profitable pulped coffee cherry beans with the drying terrace and lower profitability of the process is the washed with drying machine, g)the largest number of defects appears in the traditional treatment that not received terrace processing, called natural drying in the open; and, h) in sensory scale conilon coffee, all the coffees are classified as recommended for consumption, and the pulped coffee cherry beans dry in dryer and terrace are gourmet and other treatments are superior.
O Estado do Espírito Santo destaca-se como o maior produtor brasileiro de café conilon, contribuindo com 72% da produção nacional. Tecnologias inovadoras de produção foram desenvolvidas e aprimoradas no estado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural e instituições parceiras. Contudo, na área de pós-colheita verificam-se poucos estudos científicos. Assim, este trabalho avalia a relação de diferentes formas de processamento de pós-colheita de café conilon com a qualidade do produto, custos de operações e rentabilidade final. Os dados foram coletados na Unidade Regional de Cafés Especiais Conilon- Sul (URCE-SUL), localizada no município de Mimoso do Sul ES. O experimento foi montado num delineamento de blocos casualizados com seis tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram de: i)Tradicional Terreiro (TT); (ii) Tradicional Secador (TS); (iii) Lavado Terreiro (LT); (iv) Lavado Secador (LS); (v) Cereja Descascado Terreiro (CDT); e (vi) Cereja Descascado Secador (CDS). As repetições foram realizadas em diferentes épocas de colheita (10/06; 16/06; 22/06 e 01/07) do ano de 2010. Foi determinada a percentagem de frutos boias e a relação percentual entre maduros e verdes, o tempo de secagem e sua respectiva quantidade processada, os custos e a rentabilidade do café processado em diferentes tratamentos de pós-colheita. As secagens foram feitas em terreiro pavimentado de cimento e em secador rotativo de fogo indireto. O beneficiamento do café de todos os tratamentos foi feito em uma única máquina, quando o café estava com 13% de umidade. Nas condições em que foi realizado este estudo, pode-se concluir que: a) no início da colheita há menor percentual de frutos boias e maduros e maior percentual de frutos verdes; b) o café cereja descascado apresenta o menor tempo de secagem e o maior volume de café obtido por unidade de secagem, tanto em terreiro pavimentado de cimento quanto em secador; c) o custo da secagem em secador é superior ao custo da secagem em terreiro, dentro da mesma modalidade do processo de pós-colheita; d) a mão de obra é o componente do custo operacional que apresenta maior peso; e) o menor custo em infraestrutura é do processo de pós-colheita tradicional terreiro e o maior é do cereja descascado secador; f) O processo de pós-colheita com maior rentabilidade é o cereja descascado com secagem em terreiro e a menor rentabilidade é do processo lavado com secagem em secador; g) o maior número de defeitos aparece no tratamento tradicional terreiro que não recebeu processamento, chamado natural e com secagem a céu aberto; e, h) na escala sensorial para café conilon, todos os cafés são classificados como recomendáveis para o consumo, sendo que os cerejas descascados em secador e em terreiro são gourmet e os demais tratamentos são superior.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6599
Appears in Collections:PPGPV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcos Moulin Teixeira.pdf1.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.