Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6689
Title: As expectativas do ter e o fracasso do ser : representações sociais de adolescência e suicídio entre adolescentes
Other Titles: Expectations of having and frustration of being : social representations of adolescence and suicide among adolescents
metadata.dc.creator: Silva, Priscilla de Oliveira Martins da
Keywords: Psicologia social;Psicologia do desenvolvimento;Suicídio;Adolescência;Cocial psychology;Social representation;Development psychology;Adolescence;Suicide
Issue Date: 13-Aug-2002
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, Priscilla de Oliveira Martins da. Expectations of having and frustration of being : social representations of adolescence and suicide among adolescents. 2002. 148 f. Dissertação (Mestrado em Processos Psicossociais; Processos de Desenvolvimento; Psicologia Social e Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2002.
Abstract: O presente trabalho busca discutir um fenômeno que tem sido recorrente na população de jovens e adolescentes: o suicídio. Na literatura científica existem poucos estudos que procuram entender esse fenômeno em uma abordagem psicossocial, a maioria dos estudos concentra-se nas áreas sociológicas, psicológicas e médico-psiquiátricas. Fundamentando-se na Teoria das Representações Sociais, procuramos analisar o significado de adolescência e de suicídio entre os adolescentes e verificar as possíveis relações entre esses dois temas. Participaram desse estudo 360 adolescentes entre as idades de 14 e 23 anos; 180 (90 do sexo feminino e 90 do sexo masculino) residentes em região urbana e que estudam em escola particular localizada em bairro considerado de classe média alta e alta e 180 (90 do sexo feminino e 90 do sexo masculino) residentes em uma região rural e que estudam em escola agrotécnica pública. Os resultados indicaram que a forma como cada grupo representa o suicídio relaciona-se à forma de viver a adolescência. Para o grupo da região urbana, a Representação Social da adolescência configura-se em dois pólos: curtição e apoio, o primeiro significa a socialização entre pares e o segundo o apoio familiar. Para eles, a grande preocupação é ficar sozinho. Dessa forma, os fatores de risco relacionados ao suicídio são os problemas familiares, como separação parental, maus tratos, negligência parental, entre outros; e, dificuldade em relacionar-se, que pode estar relacionado à auto-estima, síndromes psiquiátricas entre outros. Para o grupo da região rural a adolescência é uma transição muito rápida para a idade adulta, por isso, eles preocupam-se, com a realidade do mercado profissional e, não apenas com a solidão. Sendo assim, os fatores de riscos para esses adolescentes são os mencionados no grupo que reside em região urbana e os problemas sociais, como: desemprego, baixos salários, dificuldades financeiras, entre outros. A partir desses resultados concluímos que, para uma adequada assistência à saúde do adolescente é imprescindível conhecer melhor os seus medos, seus projetos de vida, suas crenças, seu contexto sócio-cultural para podermos oferecer um conjunto de ações mais efetivo
The present work aims to discuss a phenomenon which has been occured often among the adolescent population: the suicide. In the scientific literature there are a few studies that understands that phenomenon in a psychossociological approach, the majority of the studies are focused on the sociological, psychological and psychiatrically approaches. Based on the Theory of Social Representation we analyze the meaning of adolescence and suicide among adolescents and verify the possible relations between these two themes. 360 adolescents of 14 to 23 years old participated in this research; 180 (90 female and 90 male) that live in a urban area and that study in a private school which is located in a neighborhood considered of a high-middle class and high class, and 180 (90 female and 90 male) that live in a rural area and that study in a agrotecnical public school. The results pointed out that the way each group represent the suicide depends on the way they live their adolescence. To the urban area group the social representation of adolescence is configured in two main themes: ―party on‖ and support. The first one means the peer socialization and the second one the parental support. The main concern to this group is being alone. Therefore, the risk factors related to suicide are family problems such as: parental divorce, maltreatment, parental neglect, among others; and problems in relating with others, that can be related to self steam, psychiatric syndromes, among others. The rural area group represents adolescence as a quick transition to adulthood, thus, they are concerned with professional market reality, and not only with loneliness. Therefore the risk factors to these adolescents are the mentioned to the group that live in a urban area and social problems such as: unemployment, low wages, financial difficulties, among others. From the results we conclude that, to have a good adolescent health treatment is indispensable knowing better the adolescents fears, life projects, beliefs, social context in order to provide a effective group of action on that way
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6689
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertaco de Priscilla de Oliveira Martins.pdf1.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.