Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6700
Title: Como aprendem os que ensinam e como ensinam os que aprendem? Um estudo com professoras no contexto do jogo traverse
Other Titles: How do those who teach learn and those who learn teach? A study with teachers in a context of the Traverse game
metadata.dc.creator: Fiorot, Meire Andersan
Keywords: ensino;aprendizagem;psicologia genética;professores;jogo traverse;teaching;learning;genetic psychology;teachers;traverse games
Issue Date: 17-Mar-2006
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: FIOROT, Meire Andersan. How do those who teach learn and those who learn teach? A study with teachers in a context of the Traverse game. 2006. 361 f. Dissertação (Mestrado em Processos Psicossociais; Processos de Desenvolvimento; Psicologia Social e Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2006.
Abstract: This study aimed at checking the relation between the way the teachers learn and teach in a context of rules game, as well as investigate their reflections on pedagogical practice. Four teachers from the fourth grade of private primary schools in the state of Espírito Santo were subjects of the research. The research was carried out in three situations. (1) in the first one, there was an interview in order to characterize the teachers´ profiles and their conceptions about the learning and teaching processes; (2) the learning situation was composed of stages of instruction, experimentation and problem-solving activity, all of them, making use of the rules game called Traverse; and (3) the teaching situation, composed of the instruction and experimentation phases, once more using the same game. This third situation counted on the participation of four children. During the learning and teaching situations, several questions were proposed so that the teachers could reflect on the situations experienced in the game, their actions and the relations between these ones and the pedagogical practice. The results provided the researcher with the conceptions of the teachers about some themes related to the teaching and learning process, as well as the conflicts the teachers experienced in the school routine. Besides, the researcher could note an evolution in their level of comprehension of the logical system of the game, with the existence of intermediate moments that indicate a partial awareness of the action. The main difficult presented in the process was the comprehension of inter systemic dialetics existing in the game and the simultaneous observation of the teachers´ own actions and the ones of the oponents. Concerning the teaching of the game, there was a predominance of procedures based in the model used by the researcher, having some difficulties been identified on the teachers either at the time of instructing or at mediating. After this analysis, it was possible to establish a parallel between the learning and teaching situations. In this way, it made it possible for the researcher to note that the main obstacles faced by the teachers to advance in their levels of comprehension of the game, during the learning situation, were repeated at the time of teaching. Taking this analysis to the school context, the researcher could also observe the tensions experienced by the teachers when facing the contradictions of the school environment, which involved similar aspects to the ones presented in their difficulties in the game context. The results confirmed the hypothesis that there is a relation between the way the teachers learn and the way they teach in the Traverse game, and that this game can be a rich resource to be used in a context of teacher development. It is suggested a deeper reflection on the contexts of learning that have been provided to the teachers in their graduation and later professional development, considering that profession development requires a reflection on the teachers´ own learning process.
Esta pesquisa teve por objetivo verificar a relação entre os modos de aprender e de ensinar de professoras em um contexto de jogo de regras, bem como investigar suas reflexões sobre a prática pedagógica. Participaram da pesquisa quatro professoras da quarta série do ensino fundamental de uma escola particular do Espírito Santo. O procedimento de pesquisa foi organizado em três situações: (1) inicial, constituída por uma entrevista para caracterização dos perfis das participantes, assim como de suas concepções acerca do processo ensino-aprendizagem; (2) de aprendizagem, composta pelas fases de instrução, de experimentação e de problematização, todas utilizando um jogo de regras denominado Traverse; e (3) de ensino, formada pelas fases de instrução e de experimentação, também utilizando o mesmo jogo. Esta terceira situação contou com a colaboração de quatro crianças. Durante as situações de aprendizagem e de ensino, vários questionamentos foram propostos de modo que as professoras pudessem refletir sobre as situações vividas no jogo, sobre suas ações e sobre as relações entre estas e a prática pedagógica. Os resultados obtidos permitiram caracterizar as concepções das professoras sobre alguns temas relacionados ao processo ensinoaprendizagem, assim como os conflitos vividos por elas no cotidiano escolar. Além disso, constatamos uma evolução em seus níveis de compreensão do sistema lógico contido no jogo, com a existência de momentos intermediários que indicam uma tomada de consciência parcial da ação. A principal dificuldade apresentada nesse processo foi a compreensão da dialética intersistêmica existente no jogo e a observação simultânea das próprias ações e das ações do adversário. No que se refere ao ensino do jogo, houve um predomínio de procedimentos baseados no modelo utilizado pela experimentadora, sendo identificadas algumas dificuldades apresentadas pelas professoras, tanto no momento de instruir quanto no de mediar. Após esta análise, foi possível estabelecer um paralelo entre as duas situações, a de aprendizagem e a de ensino. Desse modo, verificamos que os principais obstáculos enfrentados pelas professoras para avançar em seus níveis de compreensão do jogo, na situação de aprendizagem, repetiram-se, de modo análogo, no momento de ensinar. Ao ampliarmos a análise para o contexto escolar, também identificamos as tensões vividas pelas professoras ante as contradições existentes no cotidiano escolar, as quais envolviam aspectos similares aos presentes em suas dificuldades no contexto do jogo. Os resultados confirmaram nossa hipótese de que existe uma relação entre os modos de aprender e de ensinar das professoras no Traverse, bem como de que esse jogo pode ser um recurso rico a ser utilizado em um contexto de formação docente. Diante dessa constatação, sugerimos uma reflexão mais ampla sobre os contextos de aprendizagem que têm sido oferecidos aos professores em seus processos de formação docente e de formação continuada, considerando que a profissionalização requer um trabalho de tomada de consciência sobre os próprios processos de aprendizagem.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6700
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Universidade Federal do Espirito Santo 1.pdf2.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.