Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6705
Title: "Um senhor de família": representações sociais de paternidade de jovens pais e não pais
metadata.dc.creator: Drago, ágnes Bonfá
Keywords: Paternidade;Maternidade;Juventude;Representação social;Paternity;Maternity;Youth;Social representation
Issue Date: 17-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: DRAGO, ágnes Bonfá. "Um senhor de família": representações sociais de paternidade de jovens pais e não pais. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado em Processos Psicossociais; Processos de Desenvolvimento; Psicologia Social e Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: Por também ser uma construção social, a noção de masculino e de feminino não estão resguardadas de influências dos contextos histórico, socioeconômico e cultural na qual se encontram. Para melhor compreender o fenômeno da paternidade sob a perspectiva masculina, sobretudo em uma fase com poucos consensos (a juventude), foi realizado um estudo com duas frentes. Em uma delas, foram entrevistados quatro jovens que se tornaram pais entre 17 e 24 anos, sendo dois de inserção socioeconômica média e dois de inserção socioeconômica baixa. Neste estudo, além de identificar as representações sociais de paternidade e maternidade, houve interesse em desvendar as práticas parentais e as mudanças ocorridas com o advento da paternidade para estes jovens. Ao mesmo tempo, aplicou-se um questionário a 60 rapazes com a mesma faixa etária do grupo anterior, a fim de captar quais as representações sociais de paternidade e maternidade, por meio da técnica de evocação livre. Utilizou-se como referencial a Teoria das Representações Sociais por avaliar que ela nos possibilita captar os conteúdos estáveis e centrais nas representações, bem como sua mobilidade e articulação com as práticas sociais. Estas duas formas de abordar o fenômeno, conjugadas, foram escolhidas com a finalidade de verificar a existência da noção da nova paternidade , destacada em alguns estudos; bem como identificar possíveis semelhanças e divergências nas representações desses jovens (de uma mesma geração) levando em consideração, além de sua experiência enquanto pai, as posições econômicas e socioculturais em que se encontram. O software EVOC e o método fenomenológico foram utilizados para a análise dos dados. Os resultados evidenciam que as representações dos jovens permanecem bastante tradicionais, embora seja possível observar elementos que remetem à questão da nova paternidade . Além disso, os dados também indicam que a vivência da paternidade trouxe alguns elementos diferenciados do que seja paternidade e maternidade para jovens pais e não pais
As social constructs, the male and female gender notions are not apart from the historical, socio-economic and cultural contexts in which they are inserted. For a better understanding of the paternity phenomenon under the masculine perspective, especially among the youth, a two-front study was performed. In one of them, four youngsters who became fathers between 17 and 24 years old were interviewed. two from middle classes and two from lower classes. In this study, more than identifying the social representations of paternity and maternity, we were interested in unveiling the parental practices and the changes in life brought by paternity. Meanwhile, a questionnaire was applied to sixty young men about the same age as the previous group, aiming to understand the paternity and maternity social representations, through the free evocation technique. As a theoretical reference, we used the Social Representations Theory, because it allowed us to understand the core of the representations, as well as their mobility and articulation within the social practices. These two approaches were chosen to verify the existence of the new paternity notion, highlighted in some studies; moreover, to identify possible similarities among the social representations of subjects in the same generation, considering their experience as fathers and the socio-economic positions in which they are inserted. EVOC software and the phenomenological method were utilized for the data analysis. The results emphasize that the social representations of the young men are still very traditional, although it is possible to spot some elements which refer to the new paternity model. Furthermore, the data also indicate that the paternity experience brought some different perspectives on maternity and paternity between fathers and non-fathers
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6705
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Agnes Bonfa Drago 1.pdf267.73 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.