Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6845
Title: QUEM CONTA UM CONTO AUMENTA UM PONTO? REFLEXÕES SOBRE AS ADAPTAÇÕES DE CLÁSSICOS DA LITERATURA PARA CRIANÇAS E JOVENS LEITORES
metadata.dc.creator: GRIJO, A. A.
Keywords: letramento literário objetos da cultura escolar adaptaçõ
Issue Date: 20-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GRIJO, A. A., QUEM CONTA UM CONTO AUMENTA UM PONTO? REFLEXÕES SOBRE AS ADAPTAÇÕES DE CLÁSSICOS DA LITERATURA PARA CRIANÇAS E JOVENS LEITORES
Abstract: Trata este texto do resultado de pesquisa, inserido no conjunto de produções acadêmicas que discutem as relações entre letramento literário e objetos da cultura escolar, especificamente as adaptações de clássicos da literatura para crianças e jovens leitores. Constituem-se objetivos desta pesquisa: mapear e categorizar os mecanismos que configuram o processo de adaptação dessas obras e discutir as possíveis contribuições da leitura de adaptações para o letramento literário. O diálogo com a produção acerca do tema foi organizado por eixos: letramentos, letramento literário e escolarização; clássicos da literatura e formação do cânone e adaptações de textos literários, especialmente com os teóricos: Bakhtin (1988,1992,2003), Eco (2004, 2008), Marinho (2010) e Paulino (2004), Perrone-Moisés (1998, 2016). O corpus da análise constitui-se de Raptado, de Robert Louis Stevenson e As aventuras de Pinóquio, de Carlo Collodi e foi selecionado em função de dois critérios: serem adaptações realizadas a partir de textos previamente traduzidos para a língua portuguesa, a fim de identificar exclusivamente os mecanismos de adaptação e comporem o acervo do Programa Literatura em Minha Casa. Para desenvolver, sob o paradigma da interpretação, a pesquisa qualitativa, do tipo documental realizou-se análise comparativa entre textos integrais e adaptados, mapeamento e categorização dos mecanismos empregados pelos adaptadores, análise das consequências da adaptação de textos para a leitura e possíveis contribuições desse dispositivo para o letramento literário. Os mecanismos de adaptação foram categorizados em supressões, alterações e acréscimos, mobilizados em diferentes aspectos, o que resulta em uma nova obra, cuja intencionalidade mais expressiva volta-se para manutenção do enredo da narrativa e que contribui expressivamente para a formação do leitor semântico, cuja experiência estética tende a ser reduzida
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6845
Appears in Collections:PPGE - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_11694_vers_o final revisada SEM CAPA (1).pdf7.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.