Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7347
Title: Estudo de Asfaltenos e Resinas por Espectroscopia de RMN
metadata.dc.creator: MADEIRA, N. C. L.
Keywords: Asfaltenos;Resinas;RMN-DOSY;
Issue Date: 19-Feb-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MADEIRA, N. C. L., Estudo de Asfaltenos e Resinas por Espectroscopia de RMN
Abstract: Um dos maiores problemas encontrados durante o processamento e extração de petróleo é a deposição de asfaltenos, fenômeno que causa diversos prejuízos como o entupimento de poços e formação de danos na rocha reservatório. A literatura encontra-se dividida sobre a afirmação de que as resinas são capazes de diminuir a formação de agregados, devido a sua similaridade na estrutura química com os asfaltenos. Contudo, existem estudos que afirmam que as resinas não são capazes de atuarem como surfactantes e o fator que limita o tamanho do agregado seriam as interações de repulsão existentes entre os próprios asfaltenos. Em virtude dessa problemática, esse trabalho foi realizado para verificar a influência das resinas no tamanho dos agregados asfaltênicos formados. Para esse estudo, foram utilizadas 3 amostras de petróleo de diferentes origens e ºAPI, obtidas em território nacional e realizada a extração dos asfaltenos a partir da norma ASTM D6560-00. A extração de resinas ocorreu por cromatografia a partir da adaptação da norma ASTM D2549. Em seguida, foi realizado a caracterização das amostras por RMN de ¹H e ¹³C, ao qual permitiu verificar a arquitetura dos asfaltenos em questão e o teor de carbonos aromáticos, resultado que deduz a quantidade de anéis fundidos na amostra que é um fator relacionado com a estabilidade dos asfaltenos, devido a possibilidade de interações do tipo π-π stacking. Também, peor RMN de ¹H e ¹³C foi possível ter uma ideia da estrutura dos óleos e resinas. A verificação da influência das resinas no tamanho dos agregados ocorreu por meio da técnica DOSY, com experimentos realizados em tolueno deuterado em uma concentração de 5 % (m/m) de asfaltenos, adicionando 5 mg de resinas por três vezes, obtendo as massas de 5, 10 e 15 mg de resinas na solução contendo asfaltenos. Com os valores de difusão relativa medidos no experimento foi possível verificar que a amostra de menor ºAPI possuia um maior caráter aromático nos asfaltenos, mostrando agregados de maior tamanho e mais estáveis, tendo pouquíssima influência das resinas no tamanho dos agregados.Contudo as amostras de maior ºAPI apresentaram uma influência significativa no tamanho dos agregados a partir da adição de 10 mg de resinas, indicando a existência dessa influência no tamanho dos agregados, mas observando que para ocorrer tal influência, são necessárias as condições estruturais necessárias e compatíveis das resinas com seus respectivos asfaltenos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7347
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_11824_Natã Carlos Lira Madeira.pdf3.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.