Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7400
Title: Criação de Partícula em Modelos Cosmológicos.
metadata.dc.creator: HOUNDJO, S. J. M.
Keywords: Cosmologia;gravitação;
Issue Date: 24-Sep-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: HOUNDJO, S. J. M., Criação de Partícula em Modelos Cosmológicos.
Abstract: Investigamos a produção de partículas num universo em expansão preenchido por um fluido perfeito com a equação de estado p = αρ. O ritmo de produção de partículas, usando os coeficientes de Bogoliubov, é determinado exatamente para qualquer valor de α no caso de um universo plano. Quando a condição de energia forte é satisfeita, o ritmo de produção de partículas decresce com o tempo; o contrário ocorre quando a condição de energia forte é violada. No caso fantômico, o ritmo de produção de partículas diverge num tempo finito para cada modo representado pelo número de onda k. Num primeiro momento, usamos o corte no limite da escala de Planck para calcular a densidade de energia associada com a produção de partículas. Esta densidade de energia vai para zero quando o big rip se aproxima. A conclusão é que os efeitos quânticos não são eficazes para evitar o big rip. Porém, num segundo momento, para uma análise mais profunda dos efeitos quânticos, usamos a técnica de regularização n-wave para calcular a densidade de energia quântica e vemos que ela se torna a componente dominante do universo perto do big rip. Nesse caso, concluímos que os efeitos quânticos podem impedir o acontecimento do big rip. Por outro lado, investigamos os efeitos de produção de partículas sobre uma singularidade repentina clássica que ocorre a um tempo finito no universo de Friedmann. Usamos soluções exatas para descrever o universo inicial dominado pela radiação e que em seguida entra numa singularidade a um tempo finito. Calculamos a densidade de energia e a pressão das partículas criadas e achamos que elas são menores que a densidade e a pressão clássicas da base que produziram a singularidade repentina. Concluímos que, no exemplo estudado, a produção de partículas quânticas não permite evitar ou modificar a futura singularidade repentina.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7400
Appears in Collections:PPGFIS - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4566_.pdf848.5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.