Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7596
Title: Óleos essenciais como método de manejo para Helicoverpa armigera (Lepidoptera: Noctuidae)
metadata.dc.creator: AGUIRRE, C. E. D.
Issue Date: 17-Feb-2017
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: AGUIRRE, C. E. D., Óleos essenciais como método de manejo para Helicoverpa armigera (Lepidoptera: Noctuidae)
Abstract: A lagarta-do-algodoeiro, Helicoverpa armigera, (Hüb.) (Lepidoptera: Noctuidae) é um inseto praga exótico, cosmopolita, de grande importância socioeconômica em diversas regiões agrícolas no mundo. O principal método de manejo de H. armigera, é o químico diante aplicações frequentes de agrotóxicos, desenvolvendo resistência a um amplo grupo de agroquímicos e efeitos adversos ao meio ambiente. Assim, a busca de métodos alternativos, que possam ser incorporados em programas de manejo integrado de pragas com o intuito de reduzir o uso indiscriminado de agrotóxicos. Dentre esses métodos, os óleos essenciais são produtos de metabolitos secundários de plantas, com atividade inseticida que vem sendo demonstrada em diversas populacionais de insetos-pragas. Dessa forma, objetivou-se avaliar a atividade inseticida e os efeitos subletais dos óleos essenciais Citrus aurantium, Citrus sinensis e o componente majoritário o Limoneno sobre lagartas de H. armigera. Larvas de 1° ínstar foram tratadas com concentrações subletais de 10, 20 e 40% de óleos essenciais de C. aurantium, C.sinensis e Limoneno. Em cada tratamento 2 mL de solução (óleo+tween+álcool+água) e para o controle (tween+álcool+água) foram pulverizados usando o aerógrafo com pressão de 15 lb/pol2. Foram utilizadas 10 repetições com 10 larvas para cada repetição. As larvas tratadas foram colocadas em placas de petri (9 cm x 1,5 cm) e alimentadas com dieta artificial. Cinquenta lagartas por tratamento, das tratadas anteriormente foram individualizadas em tubos de vidro (2,5 cm x 8,5 cm) e pesadas 10 dias após a pulverização. As pupas com até 24 horas foram sexadas, pesadas e mantidas nos tubos de vidro até a emergência dos adultos. Os parâmetros biológicos avaliados foram: peso das lagartas, período larval, peso das pupas, período pupal e razão sexual. Para a avaliação dos parâmetros reprodutivos 2 casais por tratamento foram dispostos em gaiolas de PVC (14 cm x 20 cm), totalizando 5 repetições por tratamento. Foram avaliados pré-oviposição, oviposição, período pós oviposição, viabilidade de ovos e longevidade de adultos. Os dados de mortalidade foram analisados por meio da regressão de probit utilizando PROC PROBIT (SAS Institute 2002) para estimar as concentrações letais CL10, CL20, CL40, CL50, CL90. Os dados dos parâmetros biológicos e reprodutivos foram submetidos á analise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de significância pelo programa SAS (SAS Institute, 2002). Os dados oviposição e viabilidade de ovos foram transformadas pelo log10(X). Os três óleos mostraram atividade inseticida e efeitos subletais em H. armigera. Estes óleos essenciais podem ter uso promissório para o controle de H. armigera. Palavras-chaves: lagarta-do-algodoeiro, controle biológico, método alternativo, metabolito secundário.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7596
Appears in Collections:PPGPV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9664_Cristhian Eliseo Durán Aguirre.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.