Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7752
Title: Diagnóstico diferencial de lesões fibróticas em fígados bovinos condenados por fasciolose em matadouro frigorífico.
metadata.dc.creator: MULLER, L. M.
Keywords: condenação de fígados;Fasciola hepatica;fibrose hepática;
Issue Date: 28-Jul-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MULLER, L. M., Diagnóstico diferencial de lesões fibróticas em fígados bovinos condenados por fasciolose em matadouro frigorífico.
Abstract: A fasciolose bovina apresenta alta prevalência na região sul do Espírito Santo e uma das principais características deste processo é a fibrose hepática. Em matadouros frigoríficos é comum a condenação de fígados que apresentam fibrose por fasciolose, mesmo na ausência do parasito. Objetivou-se com este estudo realizar o diagnóstico diferencial de lesões fibróticas em fígados bovinos condenados por esta enfermidade. Foram avaliados macro e microscopicamente fígados bovinos condenados por fasciolose no Sul do Estado do Espírito Santo e consideradas as variáveis: infiltrado inflamatório, fibrose, metaplasia mucoide e macrófagos espumosos nas regiões periportais. Utilizou-se estatística descritiva e teste de Qui-quadrado seguido do teste V de Cramer a 5% de probabilidade. No total, 28 fígados foram analisados e revelaram fibrose periportal e infiltrado inflamatório linfocítico predominantemente discretos. Também se verificou inflamação eosinofílica, predominantemente intensa. Os macrófagos espumosos foram observados em 25% dos casos e a metaplasia mucoide em 39,28%. Houve associação significativa entre fibrose e infiltrado inflamatório linfocítico e vice-versa, entre fibrose e macrófagos espumosos e vice-versa e entre metaplasia e infiltrado inflamatório eosinofílico. Conclui-se com este estudo que a fibrose e o infiltrado inflamatório são as alterações mais frequentes em fígados condenados por fasciolose. Contudo, a fibrose hepática também está associada à presença de macrófagos espumosos, que pode ser decorrente de outras enfermidades. Assim, a fibrose, isoladamente, não deveria ser utilizada como um critério para condenação por fasciolose. Por outro lado, a metaplasia mucoide é uma alteração frequente em animais com esta doença e poderia ser considerada como um critério de julgamento pela histopatologia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7752
Appears in Collections:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7265_Laila Machado.pdf2.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.