Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7841
Title: CRESCIMENTO de Mudas de Coffea Arabica L. em Substrato Com Lodo de Esgoto e Avaliação de Sua Toxicidade
metadata.dc.creator: GOUVEA, G. M. C.
Keywords: crescimento inicial;biossólido;genotoxicidade;mutagenicid
Issue Date: 30-Aug-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GOUVEA, G. M. C., CRESCIMENTO de Mudas de Coffea Arabica L. em Substrato Com Lodo de Esgoto e Avaliação de Sua Toxicidade
Abstract: O tratamento do esgoto doméstico tem ocasionado a produção de grande quantidade de resíduo sólido, o lodo de esgoto, sendo uma problemática ambiental. Por ser fonte de nutrientes essenciais para o desenvolvimento de plantas de interesse agronômico é, sem dúvida uma das melhores alternativas para sua disposição final. Todavia, a reciclagem do lodo de esgoto deve ocorrer de forma segura à população e ao ambiente, uma vez que o resíduo pode conter compostos orgânicos e inorgânicos, como os metais pesados tóxicos, além de patógenos. Objetivou-se com este estudo analisar o crescimento de mudas de Coffea arabica L. no substrato composto com lodo de esgoto higienizado bem como o potencial citotóxico, genotóxico e mutagênico do lodo por meio do bioensaio de toxicidade genética em Allium cepa. O experimento foi conduzido em condições de viveiro. Os substratos utilizados foram: solo (Horizonte B argissolo) nas proporções de 85% para o tratamento T1 acrescido de 15% de esterco bovino, 85% para o tratamento T2 com adição de 15% de lodo de esgoto higienizado, 70% para o tratamento T3 acrescido de 30% de lodo esgoto higienizado, 55% para o tratamento T4 acrescido de 45% de lodo de esgoto higienizado e 40% para o tratamento T5 acrescido de 60% de lodo de esgoto higienizado, perfazendo cinco tratamentos com seis repetições. Foram avaliadas variáveis de crescimento após o período de formação das mudas e, posteriormente, foi realizada a análise de toxicidade dos substratos em células meristemáticas radiculares de Allium cepa, sendo que 5.000 células foram analisadas por tratamento de contato direto e solubilizados das amostras e controles. Todas as variáveis foram afetadas negativamente a partir do incremento de lodo de esgoto higienizado. Os tratamentos com lodo de esgoto por contato direto apresentaram efeito citotóxico, genotóxico e mutagênico. Os tratamentos com lodo de esgoto solubilizado apresentaram efeito genotóxico. O uso de lodo de esgoto higienizado em substratos para formação das mudas de café não foi eficiente por motivos de toxicidade, não favorecendo o seu crescimento.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7841
Appears in Collections:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_10263_Dissertação Final Glaucia Cunha de Mello.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.