Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7842
Title: DIVERSIDADE Genética de Anadenanthera Peregrina (l.) Speg. (fabaceae) em Área de Plantio no Sul do Espírito Santo
metadata.dc.creator: CORTELETE, M. A.
Keywords: Angico vermelho;conservação genética;marcadores microssaté
Issue Date: 30-Aug-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CORTELETE, M. A., DIVERSIDADE Genética de Anadenanthera Peregrina (l.) Speg. (fabaceae) em Área de Plantio no Sul do Espírito Santo
Abstract: O desenvolvimento de uma espécie florestal objetivando a produção em plantios demanda trabalhos de pré melhoramento genético e o desenvolvimento de técnicas silviculturais e de manejo. A obtenção de informações que revelem os níveis de diversidade genética, bem como os processos que a mantém, torna-se necessária quando se deseja praticar medidas conservacionistas e de melhoramento genético. Conhecer e entender como a diversidade genética está estruturada no espaço geográfico contribui para o entendimento sobre a história evolutiva e a dinâmica populacional das espécies. Para a maioria das espécies ocorrentes do Bioma da Floresta Atlântica ainda é escasso o conhecimento a respeito de diversidade genética para possíveis programas de melhoramento, assim este trabalho tem como objetivo gerar informações sobre a variabilidade genética de Anadenanthera peregrina (angico-vermelho), estabelecidos em uma área de floresta plantada na região sul do Espírito Santo, por meio de marcadores moleculares. Amostras de tecido foliar de cada planta foram utilizadas para a extração e purificação de DNA. O registro dos dados moleculares foi feito a partir de polimorfismos dos produtos de PCR entre genótipos, detectados por eletroforese de poliacrilamida 10%. Foram utilizados 6 marcadores moleculares SSR e para cada loco foram calculados o número, riqueza e frequência de alelos, frequências e distribuições genotípicas, desvios do equilíbrio de Hardy-Weinberg e o índice de fixação (F). Os valores de similaridade genética entre indivíduos na população foram estimados por meio do quadrado da distância Euclidiana média a partir dos dados moleculares. As estimativas de dissimilaridade genética (dii) foram feitas de acordo com o complemento aritmético do coeficiente de coincidência simples e organizadas em matrizes, para se empregar na análise de agrupamento pela ligação média entre grupos (UPGMA). A inferência de grupos genéticos, nos indivíduos da população, foi feita com uma abordagem Bayesiana Monte Carlo Markov Chain (MCMC). Ao todo foram selecionados 166 indivíduos, cada árvore teve sua localização georreferenciada (GPS) e caracterizada dendometricamente (DAP e altura total). Todos os locos apresentaram polimorfismo e o número de alelos por loco variou de 4 a 9. O valor médio de PIC foi informativo (0,72), os valores de heterozigosidade média esperada e observada foram 0,76 e 0,74 respectivamente, e a relação desses valores gerou índices de fixação (FIS) negativos em alguns loci, indicando o excesso de heterozigotos na população, para os locos Acol 18 e Acol 18, os valores foram positivos. A diversidade gênica (H) obtivera valores iguais aos da proporção esperada de heterozigotos (He) 0,76, mostrando que a população está em Equilíbrio de Hardy-Weinberg. A riqueza alélica foi em média de 7,64 alelos por loco. As estimativas de dii foi de 100% em 89 pares de acessos e o menor valor de dii foi entre os indivíduos 82 e 83 (7,14%). O dendrograma obtido pelo método de UPGMA nos mostra que a população está estruturada em 6 grupos, já a análise por abordagem Bayesiana, confirma que a população está estruturada em apenas 2 grupos genéticos (K=2). Por meio destes dois métodos é possível a orientação para seleção de indivíduos com menor ou maior variabilidade genética, logo obtenção de lotes de sementes com boa variabilidade genética para um futuro pomar de sementes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7842
Appears in Collections:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_10264_Dissertação Final Maressa Albuquerque Cortelete.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.