Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7856
Title: Looking For Influence Of The Chromosome Number, Ploidy Level And nuclear 2c Value On The In Vitro Response In Passiflora Genus
metadata.dc.creator: LEITE, C. T.
Keywords: embriogênese somática indireta;evolução do cariótipo;genes
Issue Date: 31-Aug-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LEITE, C. T., Looking For Influence Of The Chromosome Number, Ploidy Level And nuclear 2c Value On The In Vitro Response In Passiflora Genus
Abstract: Assim como para outros taxa, diferente respostas morfogênicas in vitro (organogênese direta / indireta ou embriogênese) foram relatadas para as espécies de Passiflora, utilizando as mesmas condições ambientais in vitro. O número de cromossomos distintos entre algumas espécies do gênero Passiflora tem sido apontado como um possível fator genético relacionado com as diferentes respostas in vitro. Com base nesta hipótese, o presente estudo teve como objetivo avaliar as respostas in vitro de espécies de Passiflora que exibem diferentes números cromossômicos, níveis de ploidia e conteúdo de DNA nuclear para responder a seguinte pergunta: estes aspectos genômicos influenciam à resposta in vitro? Para isso, embriões zigóticos maduros (MZE) de cinco espécies, pertencentes a quatro subgêneros de Passiflora, foram inoculados em meio MS suplementado com 4.4 μM de benzilaminopurina (BAP) e nove concentrações de 2,4-ácido diclorofenoxiacético (4.53 - 144.96 μM 2,4-D). Corroborando com os estudos anteriores, diferentes respostas morfogênicas foram observadas sob as mesmas condições in vitro. Apenas calos friáveis (FC) foram obtidos a partir MZE de Passiflora coriacea Juss (2n = 12 cromossomos, 2C = 1,00 pg), Passiflora lindeniana TR & Planch (2n = 24, 2C = 2.42 pg) e Passiflora contracta Vitta (2n = 48 cromossomos, 2C = 4.78 pg). Plântulas foram recuperadas a partir de MZE de Passiflora foetida L. (2n = 20, 2C = 1.04 pg) e Passiflora miniata Vanderpl. (2n = 18, 2C = 3,40 pg) via organogênese indireta e embriogênese, respectivamente. Como em outros estudos, as plântulas foram regeneradas a partir de embriogênese somática indireta somente para as espécies de Passiflora com 2n = 18 cromossomos (P. 12 miniata). Apesar do número de cromossomos e do nível de ploidia relativamente mais baixo do que em outros taxa de Passiflora, o tamanho do genoma nuclear das espécies com 2n = 18 é relativamente mais elevado. Assim, as mudanças no cariótipo (poliploidia, hibridização e disploidia) que amplamente ocorrem durante a evolução de Passiflora, provavelmente resultaram em número de cópias distintas dos genes relacionados ao processo morfogênico em plantas. Portanto, para o gênero Passiflora é importante olhar simultaneamente algumas características genômicas para compreender as respostas in vitro.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7856
Appears in Collections:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9996_Dissertação de mestrado_Cristiana Torres Leite.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.