Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7936
Title: Avaliação da função endotelial de camundongas hipercolesterolêmicas
metadata.dc.creator: COLA, M. S.
Issue Date: 11-Sep-2009
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: COLA, M. S., Avaliação da função endotelial de camundongas hipercolesterolêmicas
Abstract: Os efeitos da hipercolesterolemia sobre a vasomotricidade de camundongos deficientes para a apolipoproteína E (ApoE), um modelo murino que desenvolve aterosclerose espontaneamente, ainda são controversos. Os estudos prévios foram realizados majoritariamente em vasos de condutância e eles indicam que as fêmeas são mais susceptíveis à disfunção endotelial do que os machos. No presente estudo avaliamos a função endotelial de vasos de resistência de camundongos fêmeas normocolesterolêmicos C57BL/6 (C57) e hipercolesterolêmicos (ApoE) ovariectomizados em comparação aos normais. Camundongos C57 e ApoE de 5 meses de idade foram submetidos à ovariectomia (OVX) ou cirurgia fictícia (Sham) e estudados 30 dias após o procedimento. A reatividade vascular à norepinefrina (NE, 10-9 a 2x10-3 mol/L), à acetilcolina (ACh, 10-10 a 10-3 mol/L) e ao nitroprussiato de sódio (NPS) (10-10 a 10-3 mol/L) foi avaliada no leito arteriolar mesentérico isolado através de curvas concentração-efeito. O relaxamento induzido pela ACh foi significativamente reduzido nos animais ApoE quando comparado aos C57, como indicado pela resposta máxima (37±4% vs. 72±1%) e pelo LogEC50 (5,67 ± 0,18 vs. 6,23 ± 0,09 mol/L). A ovariectomia causou um prejuízo significante no relaxamento ACh-induzido no grupo C57 (resposta máxima: 61 ± 4%), mas não piorou o estado deficiente de relaxamento dos camundongos ApoE (resposta máxima: 39 ± 5%). O vasorelaxamento induzido pelo NPS e a vasoconstrição induzida por NE foram similares nos animais ApoE e C57 fêmeas. Este é o primeiro estudo a mostrar um prejuízo na função endotelial de vasos de resistência de camundongos espontaneamente ateroscleróticos (ApoE-deficientes) fêmeas em comparação com camundongos fêmeas normais (C57). A disfunção endotelial nos animais hipercolesterolêmicos foi tão marcante que a ovariectomia, que prejudicou a função endotelial em C57, não causou dano adicional nos camundongos ApoE-deficientes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7936
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3514_Dissertação Mane Sousa Cola.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.