Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7974
Title: Metformina reduz disfunção vascular em ratas ovariectomizadas
metadata.dc.creator: OLIVEIRA, P. W. C.
Issue Date: 28-Sep-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: OLIVEIRA, P. W. C., Metformina reduz disfunção vascular em ratas ovariectomizadas
Abstract: Tanto menopausa como a privação de estrogênio por ovariectomia estão relacionados à disfunção vascular. A metformina é um fármaco hipoglicemiante com efeitos pleiotrópicos ligados a melhoria do sistema cardiovascular. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do tratamento com metformina na função vascular em ratas ovariectomizadas. Ratos Wistar fêmeas, com 8 semanas de idade, foram ovariectomizados (OVX) ou sofreram cirurgia ficticia (SHAM) e após 21 dias foram divididos em 3 grupos e tratados durante 14 dias: SHAM (veículo), OVX (veículo) e MET (ratas OVX tratados com metformina, 300mg/kg/dia). Nestes animais foi estudada a reatividade vascular de relaxamento à acetilcolina (ACh) e ao nitroprussiato de sódio (NPS) no leito vascular mesentérico ex vivo. OVX teve prejuízo de resposta à ACh e MET reverteu parcialmente esse prejuízo (SHAM > MET > OVX). Em presença de L-NAME (100μM) essas respostas foram reduzidas e equalizadas, indicando que as diferenças iniciais eram devido a via do óxido nítrico (NO). A adição de indometacina (INDO; 10μM) em conjunto ao L-NAME não alterou a resposta já obtida somente com L-NAME, mostrando não haver participação significante de prostanóides nessa resposta. Ao mesmo tempo, não houve diferença entre os grupos na resposta residual em presença conjunta de L-NAME e INDO, que representa a resposta mediada pelo fator hiperpolarizante derivado do endotélio (EDHF). A inibição dos canais de potássio voltagem-dependentes (KV) por 4-aminopiridina (1mM), evocou maior redução de resposta à ACh no MET que no SHAM e OVX, enquanto a inibição da NADPH oxidase (NOX) por apocinina (APO; 30μM) provocou menor alteração de resposta no MET que nos outros grupo, indicando em conjunto um aumento do funcionamento dos KV e uma redução do estresse oxidativo via NOX, no grupo MET. O grupo OVX respondeu menos ao NPS que o SHAM o tratamento crônico com metformina reverteu este prejuízo. A inibição por APO não alterou a resposta ao NPS no SHAM, mas aumentou a resposta no OVX, igualando ao SHAM, indicando que esse prejuízo era relacionado ao estresse oxidativo. No grupo MET, a inibição por APO potencializou a resposta ao NPS. A expressão proteica da eNOS estava reduzida no OVX em relação ao grupo SHAM e a metformina foi capaz de restaurar a expressão da eNOS nos animais ovariectomizados. A expressão proteica da NOX2 estava aumentada no OVX em relação ao grupo SHAM e a metformina foi capaz de reverter esse aumento. Concluímos que a metformina melhora a função vascular em ratas OVX via NO, com aumento da ação do NO e da expressão da eNOS, além de maior participação dos canais KV na resposta vasodilatadora à ACh, e redução do estresse oxidativo derivado da NOX e da expressão da NOX2, sugerindo possuir potencial terapêutico para mulheres na pós-menopausa, entretanto mais estudos são necessários para confirmar este potencial. Palavras-Chave: ovariectomia, reatividade vascular, metformina, estresse oxidativo, oxido nítrico.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7974
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5947_Dissertação Phablo Wendel Costalonga Oliveira.pdf768.77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.