Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7983
Title: Efeito do sildenafil na genotoxicidade induzida pelo estresse oxidativo em camundongos ateroscleróticos
metadata.dc.creator: LIBARDI, B. P. E. R.
Issue Date: 24-May-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LIBARDI, B. P. E. R., Efeito do sildenafil na genotoxicidade induzida pelo estresse oxidativo em camundongos ateroscleróticos
Abstract: Na aterosclerose ocorre aumento de agentes genotóxicos endógenos, como espécies reativas de oxigênio (ROS), que podem causar danos oxidativos ao DNA. Sabe-se que o sildenafil, inibidor da fosfodiesterase 5 (PDE5), apresenta efeito antioxidante, diminuindo o estresse oxidativo e a peroxidação lipídica. O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito do tratamento crônico com sildenafil sobre a genotoxicidade causada pelo estresse oxidativo em células mononucleares (MNC) do sangue e células hepáticas de camundongos ateroscleróticos apoE knockout (apoE-/-). Foram utilizados camundongos machos apoE-/- com 8 semanas de idade que receberam dieta aterogênica até a 18° semana de vida. Com 15 semanas de idade os animais foram divididos em dois grupos: tratado com veículo (apoE-/- veículo, n=14) ou sildenafil (Viagra®; 40 mg/Kg/dia; apoE-/- sildenafil, n=18), por gavagem. Animais da linhagem C57Black/6 wild-type (WT, n=16) foram submetidos ao mesmo protocolo que os animais do grupo apoE-/- veículo, exceto pela administração da dieta. Ao final do tratamento, os animais foram eutanasiados, as MNC isoladas utilizando gradiente de densidade e células hepáticas extraídas através de ação enzimática. Para análise do estresse oxidativo 106 MNC foram diluídas em PBS e incubadas com 160 μM de DHE por 30 minutos a 37ºC no escuro e, depois lavadas e ressuspendidas em 0,5 ml de PBS-iSFB. As amostras foram mantidas em gelo até o momento da aquisição dos dados pelo citômetro de fluxo FACSCanto II. Em cada experimento foram avaliadas 30.000 células. A análise de genotoxicidade foi realizada utilizando o ensaio do cometa alcalino que consiste em obter, a partir de células individuais, uma matriz com um halo fluorescente no formato de um cometa correspondendo à quantidade de DNA fragmentado. Foi avaliada a extensão das rupturas das hélices do DNA com método de intensificação de imagem, em 100 células escolhidas aleatoriamente de cada animal. Os parâmetros analisados foram a porcentagem de DNA na cauda (% tail DNA) e o momento da cauda (tail moment). Além disso, foi realizada a quantificação de cometas com mais de 25% de DNA na cauda (nível moderado-elevado de fragmentação) entre os grupos. Os dados estão expressos como média±EPM. A análise estatística foi realizada por ANOVA de uma via, seguida de post hoc de Bonferroni, adotando o nível de significância de 5%. A análise por citometria de fluxo mostrou um aumento de 78% na produção de ânion superóxido (O2-) nas MNC de animais apoE-/- veículo quando comparados aos animais WT, e o tratamento com sildenafil diminuiu os níveis de O2- nos animais apoE-/- próximo aos níveis do controle. Todos os parâmetros utilizados para investigar o dano ao DNA (%tail DNA, tail moment e quantidade de cometas com nível moderado-elevado de dano) demonstraram um aumento da fragmentação do DNA tanto em MNC quanto em células hepáticas dos animais apoE-/- veículo quando comparados aos animais WT, sendo que o tratamento com sildenafil foi capaz de diminuir esses valores para os níveis observados no controle. Nossos resultados sugerem que a aterosclerose aumenta a produção de ROS levando ao estresse oxidativo. Assim, as ROS interagem com o DNA das células, fragmentando-o. Sendo que o tratamento com o sildenafil foi capaz de reduzir os níveis de produção de ROS e, consequentemente, diminuir o dano ao DNA. Estes resultados são inéditos na literatura e devem contribuir de maneira relevante na busca de novas terapias de prevenção e tratamento da aterosclerose e suas consequências. Palavras-chaves: Camundongos apoE-/-, aterosclerose, sildenafil, estresse oxidativo, dano ao DNA, ensaio do cometa.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7983
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6583_Dissertação Bianca de Paula e Rodrigues.pdf1.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.