Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8081
Title: Efeitos da administração a longo prazo de dietas com diferentes teores de sódio sobre a função renal de ratos hipertensos
metadata.dc.creator: BERGER, R. C. M.
Issue Date: 17-Nov-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BERGER, R. C. M., Efeitos da administração a longo prazo de dietas com diferentes teores de sódio sobre a função renal de ratos hipertensos
Abstract: A alta ingestão de sódio contribui significativamente para o desenvolvimento da hipertensão e suas complicações. Dentre estas, a doença renal crônica. Entretanto, os mecanismos moleculares responsáveis pelos danos renais e pela renoproteção produzidos por dietas de alto e baixo sal, respectivamente, são pouco compreendidos. Objetivo: Investigar os efeitos a longo prazo de dietas com diferentes teores de cloreto de sódio sobre a função renal de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) focando nos mecanismos moleculares envolvidos no manejo renal de albumina e componentes do sistema renina angiotensina renal (SRA). Métodos: ratos SHR machos recém-desmamados (4 semamas) foram alimentados durante 6 meses com dietas diferindo apenas no teor de NaCl: dieta padrão de sal (NS: 0.3 %), dieta de baixo sal (LS: 0.03%) e dieta de alto teor de sal ( HS: 3%). Foram realizadas análises de função e morfologia renal, avaliação da expressão de componentes-chave envolvidos no manejo renal de albumina, incluindo as proteínas da slit membrane (nefrina e podocina) e do aparato endocítico do túbulo proximal (megalina e cubilina). Além disso, a expressão ea atividade dos componentes do RAS (enzima conversora de angiotensina ACE, ACE2, AT1, AT2 e Mas) também foram examinados. Resultados: HS agravou a hipertensão nos ratos SHR, provocou hipertrofia glomerular, diminuição da expressão renal de nefrina e ECA2, levou à perda da integridade morfológica dos processos podais e ao aumento da proteinúria caracterizado pela perda de albumina e proteínas de alto peso molecular. Por outro lado, a hipertensão grave foi atenuada e disfunção renal foi prevenida pela dieta LS, já que, a proteinúria foi muito menor nestes animais quando comparados aos SHR NS. Tais achados foram associados com uma diminuição da razão de proteína e de atividade das enzimas ECA/ECA2 nos rins e aumento da expressão renal de cubilina. Conclusão: Portanto, os resultados sugerem que a dieta a baixa ingestão de sódio atenua a progressão da hipertensão em ratos SHR e preserva a função renal. Os mecanismo que parcialmente podem explicar estes resultados incluem a modulação intra-renal do balanço ECA/ECA2 e o aumento da expressão renal de cubilina. Contudo, a alta ingestão de sódio agrava a lesão renal hipertensiva e reduz a expressão de nefrina, um componente chave slit diaphragm.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8081
Appears in Collections:PPGCF - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9381_Tese Rebeca Caldeira Machado.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.