Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8162
Title: Quantificação de Enterococcus faecalis por métodos de cultivo após o uso de substâncias intracanais utilizadas em endodontia
metadata.dc.creator: CO, F. F. Z. O.
Issue Date: 24-Sep-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CO, F. F. Z. O., Quantificação de Enterococcus faecalis por métodos de cultivo após o uso de substâncias intracanais utilizadas em endodontia
Abstract: RESUMO OLIVEIRA, F.F.Z. Quantificação de E. faecalis por técnicas de cultivo após o uso de medicações utilizadas em endodontia. 2012. 102 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) Universidade Federal do Espírito Santo, Programa de Pós-Graduação em Clínica Odontológica, Vitória, 2012 Este estudo in vitro avaliou por cultura microbiológica, a susceptibilidade do E. faecalis às diferentes medicações utilizadas na terapia endodôntica. Trinta e seis molares inferiores, extraídos de humanos foram autoclavados e infectados com E. faecalis (ATCC 29212) por 14 dias. Após o período de infeccção os espécimes foram instrumentados com Protaper (Dentsply/ Maillefer-Suiça) e divididos em dois grupos experimentais (n=26) e um grupo controle (n=8). Após o período de contaminação todos os procedimentos foram realizados na câmara de fluxo laminar. O grupo experimental foi irrigado com NaOCl 5,25% e dividido de acordo com a medicação curativa: grupo 1 (n=13): gel de clorexidina 2% e grupo 2 (n=13): Ca(OH)2. O grupo controle foi tratado com solução salina a 0,85%. Quatro coletas foram processadas para cada amostra: após o período de infecção; imediatamente após a instrumentação; após 14 dias de medicação curativa e sete dias após a remoção da medicação intracanal. Dois espécimes foram avaliados por MEV. Os resultados obtidos demonstraram a efetividade do NaOCl 5,25% na redução da carga microbiana do canal principal e interior dos túbulos dentinários como também as medicações curativas à base de hidróxido de cálcio e gel de clorexidina 2 %. No entanto, o gel de clorexidina 2% apresentou melhores resultados em relação ao Ca(OH)2 quanto à redução do número de colônias. Após um período de 7 dias sem a medicação curativa nenhum antimicrobiano demonstrou efetividade no controle da recontaminação do canal principal e dos túbulos dentinários por este microrganismo. Pela metodologia utilizada, foi possível observar ao MEV a infecção do canal principal e dos túbulos dentinários pelo E. faecalis. Palavras-chave: Endodontia, Enterococcus faecalis; clorexidina e hidróxido de cálcio
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8162
Appears in Collections:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5398_Dissertação_Flavia_-Norma_final (2) 2014 (1).pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.