Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8205
Title: Aspectos Epidemiológicos e Percepção da Qualidade de Vida em Indivíduos Alcoolistas Sem Cirrose, Cirróticos Alcoolistas e Cirróticos Não Alcoolistas Assistidos no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes Hucam, Portadores de Doença Periodontal e Perda Dentária
metadata.dc.creator: ROCHA, L. Z.
Keywords: periodontite;índice CPO;alcoolismo;índice periodontal
Issue Date: 28-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ROCHA, L. Z., Aspectos Epidemiológicos e Percepção da Qualidade de Vida em Indivíduos Alcoolistas Sem Cirrose, Cirróticos Alcoolistas e Cirróticos Não Alcoolistas Assistidos no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes Hucam, Portadores de Doença Periodontal e Perda Dentária
Abstract: Introdução: As doenças periodontais podem ser causas e consequências de doenças sistêmicas. A cirrose hepática é considerada um fator de risco para doenças periodontais e piora da qualidade de vida. Poucos trabalhos existem na literatura avaliando o impacto do alcoolismo na saúde bucal. Objetivos: levantar dados epidemiológicos e avaliar as condições bucais e qualidade de vida dos pacientes alcoolistas e cirróticos atendidos no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes. Materiais e métodos: 112 alcoolistas não cirróticos, 50 cirróticos alcoolistas e 15 cirróticos não alcoolistas foram examinados, avaliando o estado dos dentes, da condição periodontal, do uso e necessidade de prótese e a qualidade de vida relacionada à saúde bucal. Resultados: dentes cariados foram observados em 34,82% dos alcoolistas, com média de 2,89 dentes, 30,00% dos cirróticos alcoolistas e 33,33% de cirróticos não alcoolistas. A perda dentária ocorreu em 69% de todos os pacientes avaliados, sendo observada em média 12,8 extrações. A maioria dos pacientes necessitava de próteses dentárias, mas não usavam. A condição periodontal mostrou-se elevada, demonstrando 5,1 e 5,6 sítios acometidos por nível clínico de inserção maior que 6 mm em cirróticos e alcoolistas, respectivamente. A qualidade de vida mostrou-se comprometida, semelhante aos pacientes com doenças periodontais. Conclusão: as condições periodontais dos pacientes alcoolistas crônicos apresentam comprometimento maior do que a população geral, semelhante aos pacientes com cirrose hepática.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8205
Appears in Collections:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9762_Dissertac?a?o Leonardo-Versa?o defesa 12 04 16 (1).pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.