Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8208
Title: A Percepção dos Cirurgiões-Dentistas da Atenção Básica Sobre a Política Nacional de Educação Permanente Implementada na Grande Vitória-es
metadata.dcterms.creator: LEMGRUBERGOULART, W. S.
metadata.dcterms.subject: Política de Saúde;Educação Permanente;Odontologia;Atenção
metadata.dcterms.issued: 29-Apr-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
metadata.dcterms.abstract: Introdução: A Política Nacional de Educação Permanente (PNEPS) visa à transformação do trabalho na área da saúde, estimulando a atuação crítica, reflexiva, compromissada e tecnicamente efetiva dos profissionais, além do respeito às características regionais e às necessidades específicas de formação dos trabalhadores. Objetivo: Analisar a percepção dos cirurgiões-dentistas e dos coordenadores municipais de saúde bucal sobre a PNEPS implementada para as equipes de saúde bucal da Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV), Espírito Santo (ES), que atuaram na atenção básica, entre os anos de 2007 a 2012. Métodos: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cuja construção dos dados se deu a partir de um grupo focal, com profissionais da RMGV-ES, que permitiu a análise das percepções dos sujeitos da pesquisa: três coordenadores municipais de saúde bucal e sete cirurgiões-dentistas, que debateram sobre a PNEPS implementada na RMGV-ES, a partir de um roteiro-guia semi-estruturado. A discussão do grupo focal foi gravada, transcrita e foi submetida a uma análise de conteúdo temática. Resultados: A análise dos dados permitiu revelar sinais ou pistas que puderam subsidiar a discussão dos fatores intervenientes a PNEPS implementada na RMGV-ES, apontando as estratégias realizadas e a organização inicial, bem como, fatores que a facilitaram ou a dificultaram. Percebeu-se a relevância dessa macropolítica para transformar e qualificar as práticas dos trabalhadores em saúde e o efeito da micropolítica no processo de trabalho das equipes de saúde bucal. Contudo, persistem barreiras a serem enfrentadas no processo formador, na gestão, no processo de trabalho clínico-técnico e no controle social. Conclusão: Há necessidade de contemplar modelos de aprendizagem que contribuam para um desenvolvimento dos cirurgiões-dentistas capaz de proporcionar mudanças nas práticas e nos processos de trabalho em saúde, com vistas à sua reorganização e fortalecimento, o que será possível, com valorização da PNEPS.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8208
Appears in Collections:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9856_dissertação final após correções.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.