Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8256
Title: Parcelamento de nitrogênio e potássio via fertirrigação no cultivo do abacaxizeiro
metadata.dc.creator: RIBEIRO, Ana Maria A. de Souza.
Issue Date: 18-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RIBEIRO, Ana Maria A. de Souza., Parcelamento de nitrogênio e potássio via fertirrigação no cultivo do abacaxizeiro
Abstract: O cultivo de abacaxizeiro (Ananas comosus (L.) Merril) tem aumentado no Espírito Santo e possui grande potencial para continuar, uma vez que se adapta bem às condições edafoclimáticas. Portanto, os produtores devem adotar práticas agrícolas, entre elas a fertirrigação, que elevem os aspectos de qualidade dos frutos, para maximizar a comercialização. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), localizada no município de São Mateus - Espírito Santo (ES). Nesse contexto, desenvolveram-se dois estudos, onde foram avaliadas as seguintes variáveis: massa do fruto com coroa (kg), produtividade (kg.ha-1), massa da coroa (g), comprimento da coroa (cm), comprimento do fruto com coroa (cm), comprimento do fruto sem coroa (cm), diâmetro mediano do fruto (mm), firmeza da polpa (N), porcentagem de polpa (%), teor de sólidos solúveis (SS), pH, acidez titulável (AT) e ratio (SS/AT). O primeiro estudo objetivou avaliar alternativas de manejo da fertirrigação quanto à produtividade e qualidade dos frutos do abacaxizeiro Pérola. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com 5 tratamentos e 4 repetições, onde foram estudadas as seguintes alternativas de manejo da fertirrigação: tratamento testemunha não-irrigado e não-fertirrigado; tratamento irrigado e não-fertirrigado; fertirrigações semanais com doses crescentes, na taxa de 10%, de N e K; fertirrigações realizadas duas vezes na semana para nitrogênio (N) e potássio (K) e tratamento onde foi realizado 33% da adubação de N e K no plantio e o restante (67%) em cobertura semanal via fertirrigação. A utilização da fertirrigação, onde foi aplicado 67% da adubação de N e K em cobertura semanalmente, promoveu maior comprimento do fruto sem coroa. Os tratamentos, (não-irrigado e não-fertirrigado) e (irrigado e não-fertirrigado), proporcionaram maiores valores no teor de sólidos solúveis. O segundo teve como objetivo estudar o efeito do parcelamento da adubação com nitrogênio (N) e potássio (K) via fertirrigação sobre a qualidade dos frutos do abacaxizeiro Pérola. O delineamento experimento foi em blocos ao acaso, com 18 tratamentos e 4 repetições em esquema fatorial (4 x 4) x 1 + 1, com os seguintes fatores: quatro parcelamentos da adubação em cobertura com nitrogênio via fertirrigação (4; 7; 27 e 54 fracionamentos); quatro parcelamentos da adubação em cobertura com potássio via fertirrigação (4; 9; 35 e 70 fracionamentos), um tratamento adicional (irrigado e não-fertirrigado) e uma testemunha (não-irrigada e não-fertirrigada). Os parcelamentos das adubações nitrogenadas não tiveram efeito na massa do fruto com coroa e na produtividade, contudo o comprimento da coroa e o diâmetro do fruto foram afetados significativamente. Os parcelamentos das adubações potássicas atuaram de forma significativa na massa dos frutos com coroa, produtividade, massa e comprimento da coroa, comprimento do fruto sem coroa, diâmetro mediano do fruto e pH.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8256
Appears in Collections:PPGAT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_8176_57 - Ana Maria20160901-84448.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.