Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8626
Title: DEFICIÊNCIA, DISCAPACIDAD E INCLUSÃO: PRODUÇÃO DE SENTIDOS NAS FIGURAÇÕES EM CONTEXTOS UNIVERSITÁRIOS
metadata.dc.creator: SILVA, R. R. E.
Keywords: Deficiência;Discapacidad;Inclusão no ensino superior;Estu
Issue Date: 21-Jun-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, R. R. E., DEFICIÊNCIA, DISCAPACIDAD E INCLUSÃO: PRODUÇÃO DE SENTIDOS NAS FIGURAÇÕES EM CONTEXTOS UNIVERSITÁRIOS
Abstract: A fim de procurar respostas sobre o processo social de inclusão no ensino superior, este estudo teve por objetivo geral analisar os sentidos produzidos sobre a inclusão e/ou exclusão de alunos com deficiência, discapacidad com base nas narrativas dos sujeitos e documentos pesquisados no contexto acadêmico da Universidade Federal do Espírito Santo (campus Goiabeiras-Vitória) e da Universidade Veracruzana (campus Xalapa/VC-México). Para subsidiar teoricamente essa investigação, amparou-se na teoria sociológica processual de Norbert Elias (1993, 1994, 2001, 2006, 2011, 2014), principalmente na noção de indissociabilidade entre indivíduo e sociedade, e nos conceitos de figuração e interdependência. Este trabalho está ancorado na natureza de uma pesquisa qualitativa, delineado como o método do estudo comparado, sendo subdivido em três fases para a coleta dos dados: na primeira fase, procedeu-se a um levantamento bibliográfico acerca dessa temática na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBCT), no Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no Sistema de Información Científica Redalyc Red de Revistas Científicas de América Latina e Caribe, España y Portugal e nas bibliotecas das duas IES investigadas, totalizando 51 trabalhos analisados; a partir da primeira fase e articulado a ela, destaca-se a legislação e documentos sentidos sobre o processo inclusivo no contexto universitário, bem como o número de matrículas do público-alvo desta pesquisa, movimento que se constituiu na segunda fase desta investigação; na terceira fase, houve entrevistas semiestruturadas com universitários, professores e profissionais das duas IES, totalizando 27. Assim, conclui-se que os documentos articulados com as narrativas dos indivíduos entrevistados apontam que nas últimas décadas, principalmente no fim do século XX, tivemos algumas mudanças nas relações entre os indivíduos, e um novo paradigma adentra o debate da inclusão, trazendo o debate da diversidade de pessoas. Porém, ainda vigora uma diferenciação entre o biológico e o social, para definir o conceito de deficiência/discapacidad. Essas transformações estão presentes, mas não possuem uma direção a ser definida, pois a presença de alunos com deficiência/discapacidad tem produzido diferentes noções sobre a função da educação universitária, função do ser professor. Essas diferentes noções têm influenciado os modos de cadência no processo inclusivo. Elias (2006, p. 216-217) nos ajuda a pensar que todo desenvolvimento continuado intencional e planejado está entrelaçado a um desenvolvimento mais abrangente não-planejado.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8626
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12406_Rayner Raulino e Silva, 2018..pdf2.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.