Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8729
Title: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO COM OS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
metadata.dc.creator: AVANCI, L. T. A.
Issue Date: 9-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: AVANCI, L. T. A., QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO COM OS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
Abstract: A Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) é um termo que envolve variáveis multidimensionais, tendo a subjetividade como característica, sendo percebida de maneira singular por cada indivíduo. O objetivo geral desta pesquisa foi analisar a Qualidade de Vida no Trabalho na percepção dos servidores que atuam no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), segundo o modelo teórico de Walton (1973). Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva por meio do levantamento de campo (survey), com abordagem quali-quantitativa. A coleta de dados ocorreu em duas etapas, cuja primeira consistiu em uma pesquisa documental a fim de obter informações acerca do Programa de Qualidade de Vida no Trabalho (PQVT) desenvolvido pelo Ifes; já na segunda, aplicou-se um questionário com questões abertas e fechadas aos servidores do instituto, resultando uma amostra de 446 participantes. As análises foram realizadas quantitativamente com a utilização de estatística descritiva, análise fatorial exploratória e testes não paramétricos Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. Por sua vez, a análise qualitativa valeu-se da análise documental, codificação e categorização, conforme Gibbs (2009). Os resultados apontaram que o PQVT do Ifes é incipiente, com predominância de ações esporádicas. A avaliação da QVT resultou a média geral de 3,62, em uma escala de 1 a 5, indicando tendência à satisfação. Na análise fatorial, foram extraídos quatro fatores que explicam 67,96% da variância total, sendo o Uso de Capacidades, Integração e Constitucionalismo o melhor avaliado, com média 3,88, enquanto a menor média foi do fator Oportunidade de Crescimento e Relevância Social, com 3,34. Identificou-se que há diferenças significativas na percepção de QVT, considerando as variáveis sexo, carreira, tempo de atuação e unidade de trabalho. Constatou-se, também, que os participantes compreendem QVT como, dentre outros termos, respeito, satisfação, bem-estar, saúde e relacionamento. Os resultados indicaram, ainda, que os aspectos que trazem satisfações e insatisfações em relação ao trabalho estão pulverizados em diversas categorias. A maior indicação de satisfação está na categoria Relevância Social do Trabalho na Vida, enquanto a maior frequência de insatisfação encontra-se na categoria Integração Social na Organização. Como produto técnico resultante desta dissertação, elaborou-se um documento no qual são mencionados os principais problemas e deficiências encontrados e sugeridas ações e intervenções com a indicação de que modo implementá-las. Por fim, registra-se que esta dissertação foi desenvolvida em consonância à linha de pesquisa Gestão de Operações no Setor Público. Palavras-chave: Qualidade de vida no trabalho. Percepção. Servidor público. Ifes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8729
Appears in Collections:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12290_Dissertação final - Lílian Tonete Ambrozim Avanci - final.pdf2.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.