Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8948
Title: As Práticas Sociais do Binômio Cuidado Familiar/equipe de Saúde em um Serviço de Assistência Domiciliar
metadata.dc.creator: BORGES, M. V.
Keywords: Assistência domiciliar Simbolismo Cuidador Equipe de saúde
Issue Date: 17-Jul-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BORGES, M. V., As Práticas Sociais do Binômio Cuidado Familiar/equipe de Saúde em um Serviço de Assistência Domiciliar
Abstract: Esse estudo objetivou compreender as articulações entre as interpretações dos aspectos relacionados ao serviço de assistência domiciliar e as práticas sociais dos atores envolvidos, através do seguinte problema de pesquisa: como a interpretação dos aspectos relacionados ao serviço de home care se articula nas práticas sociais dos cuidadores familiares e da equipe de saúde? Para tal, buscou-se embasamento teórico de temas como simbolismo, cultura organizacional, construção social da realidade, relações de poder e organizações de saúde. Sobre o tema simbolismo e suas conexões com a cultura organizacional foram utilizadas contribuições teóricas de autores como Morgan, Frost e Pondy (1983), Aktouf (1994), entre outros. O tema representações sociais foi abordado sob as lentes de contribuição de Doise (2002) e Moscovici (2003b). Para analisar sociologicamente a realidade da vida cotidiana foram utilizadas as contribuições teóricas de Berger e Luckmann (1978). Também foram discutidos aspectos do pensamento analítico do poder, conforme Foucault (1995, 1999, 2000, 2003), convergindo com as contribuições da teoria da construção social da realidade. O tema organizações de saúde foi embasado pelas definições e abordagens teóricas de Erdmann et al (2004), Duarte e Diogo (2000), entre outros. Para a pesquisa, utilizou-se a metodologia qualitativa de investigação, sendo considerados participantes os profissionais assistenciais de nível superior do home care da Unimed Vitória, e os cuidadores familiares dos pacientes atendidos na modalidade de internação domiciliar. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas semiestruturadas e grupos focais. A análise dos resultados foi por meio da análise de conteúdo. Dentre os resultados, constataram-se diferenças no atendimento hospitalar e domiciliar, havendo vantagens e desvantagens na comparação de ambos. Essas diferenças refletem pontos de divergência que simbolicamente determinam argumentos considerados favoráveis e desfavoráveis para cada tipo de atendimento. É preciso refletir se os cuidados domiciliares, que estendem a existência do indivíduo resultam em uma conotação simbólica de vida ou sobrevida? Destacou-se também a perda da privacidade dentro da residência, pois a moradia se transforma simbolicamente em um hospital virtual. Esse impacto foi expresso por mudanças nas rotinas de cada núcleo familiar, como mudanças nos âmbitos social, conjugal, físico, emocional e financeiro da família. Foi reconhecida ainda a existência de relações de poder entre equipe de saúde e família, entre integrantes da equipe de saúde e também entre os membros da família. A análise dos resultados ainda apontou a compreensão do conceito de trabalho em equipe pelos profissionais. O reconhecimento desse conceito oportunizou perceber que a cumplicidade entre os membros que atuam nesse trabalho coletivo resulta em construção de símbolos. Os resultados desse estudo evidenciaram que as diferentes representações sociais dos atores permeiam a construção social de cada realidade. Também se constatou que os sinais e símbolos criados na história de cada um, revelaram-se mutáveis, adaptáveis e influenciadores diante de um novo cenário. E ainda que as práticas sociais dos atores envolvidos em um serviço de assistência domiciliar sofrem influência das representações sociais dos grupos envolvidos e dos aspectos simbólicos que permeiam toda a estrutura ao redor.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8948
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.