Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8970
Title: Os Sentidos do Trabalho Voluntário: um Estudo Com Membros de uma Instituição Luterana
metadata.dc.creator: BORCHARDT, P.
Keywords: trabalho;organização;igreja
Issue Date: 25-May-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BORCHARDT, P., Os Sentidos do Trabalho Voluntário: um Estudo Com Membros de uma Instituição Luterana
Abstract: O trabalho é uma forma de relação social, que constrói e é construído pelo próprio homem e a sociedade, constituindo um dos principais fatores da existência humana, podendo gerar satisfação e realização ao acarretar sentidos além dos econômicos para os trabalhadores (ARAÚJO; SACHUK, 2007). Tendo por premissas as características e motivações para o trabalho voluntário, a decaída da ética protestante do trabalho e a transformação social dos sentidos do trabalho, este estudo se propõe a compreender os sentidos do trabalho voluntário para membros de uma instituição tradicional, uma igreja protestante luterana. Para isso, partiu-se do entendimento que o construcionismo social daria base para captação e compreensão dos sentidos do trabalho humano. Isto porque sua contribuição é entender como se apresentam e se formam os sentidos do trabalho, a partir da determinação histórico-cultural e da linguagem utilizada para sustentá-la (RASERA; JAPUR, 2005). Foi necessário delimitar uma ética luterana do trabalho, a partir da ética protestante, estudada por Weber (2004), reflexões do próprio Martim Lutero e de teólogos luteranos como Brakemeier (1994, 2010) e Dreher (2005) que investigam sobre ética; e entender sobre trabalho voluntário com o auxílio de autores como Caldana e Figueiredo (2008), Hill e Dulk (2013), Limberger (2011), Paixão (2004) e Silva (2004b) para então investigar os sentidos atribuídos ao trabalho voluntário na instituição religiosa pelos participantes da pesquisa. Para tal compreensão de sentidos, foi adotada a abordagem qualitativa de pesquisa e a obtenção de dados envolveu etapas tanto de acompanhamento de aspectos cotidianos individuais, por meio de entrevistas, quanto coletivos, por observação não-participante de reuniões da diretoria de um sínodo da igreja luterana no sudeste do Brasil. Para análise dos dados, foi utilizada a perspectiva de Spink e Lima (2004), no entendimento que a produção de sentidos é meio e fim da pesquisa. É uma atividade-fim por ser o resultado que a pesquisa objetiva, e atividade-meio, por ser uma forma de interpretação dos dados. Como estratégia para entendimento dessa construção de sentidos, foi utilizado o mapa de associação de ideias, também proposto por Spink e Lima (2004).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8970
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9073_Dissertacao_pietra_borchardt.pdf973.76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.