Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9234
Title: Autoficção em Borderline, de Marie-Sissi Labrèche
metadata.dc.creator: AMARAL, F. V.
Keywords: Autoficção;Borderline;Marie-Sissi Labrèche;Quebequense
Issue Date: 29-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: AMARAL, F. V., Autoficção em Borderline, de Marie-Sissi Labrèche
Abstract: O objetivo desta pesquisa é analisar o romance Borderline (2003), da escritora quebequense Marie-Sissi Labrèche, no campo da escrita de si, sob o prisma da autoficção, termo registrado pelo crítico e professor francês Serge Doubrovsky em Fils (1977). Este estudo visa averiguar, além da coincidência onomástica entre o nome da autora, da narradora e da personagem, a possibilidade de um jogo em que Labrèche cria um outro eu, capaz de fornecer supostas referências a traços autobiográficos mesclados a uma matéria ficcional. A pesquisa, portanto, consiste na investigação da relação entre o transtorno borderline e a estrutura do texto, examinando se o tema escolhe sua forma ideal de expressão, se a autora se faz valer dessa estrutura como sendo decisiva para inspirar a pensar esse transtorno psicológico. Ainda que a matriz teórica da autoficção seja francesa, não são muitas as publicações e trabalhos acadêmicos sobre esse efeito de leitura nas obras contemporâneas de autoras quebequenses. O corpus a ser analisado é Borderline. No que tange à teoria, serão utilizados os estudos acerca da perspectiva teórica da autoficção, por meio da contribuição de alguns teóricos, como Evando Nascimento e Leonor Arfuch. Palavras-chave: Autoficção. Borderline. Marie-Sissi Labrèche. Quebequense.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9234
Appears in Collections:PPGL - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9585_Dissertação final Flora Viguini do Amaral20161205-150640.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.