Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9478
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorA F G C S Bispo
dc.creatorDIETRICH, M. Z.
dc.date.accessioned2018-08-01T23:58:49Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T23:58:49Z-
dc.date.issued2017-03-31
dc.identifier.citationDIETRICH, M. Z., ESTUDO DA RIGIDEZ ROTACIONAL DE VIGAS MISTAS DE AÇO E CONCRETO COM LAJES MACIÇAS DE CONCRETO ARMADOpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9478-
dc.description.abstractEm vigas mistas contínuas e semicontínuas, na região de momento negativo, a mesa inferior do perfil de aço fica comprimida, e caso a alma não tenha rigidez suficiente para evitar a flexão lateral, ela distorcerá, implicando em um deslocamento lateral e um giro da mesa comprimida, caracterizando um modo de instabilidade denominado flambagem lateral com distorção (FLD). O procedimento da ABNT NBR 8800:2008 para verificação desse estado-limite último utiliza a equação do momento crítico elástico de Roik et al. (1990) que tem como base um mecanismo U invertido, formado por duas ou mais vigas de aço adjacentes e a laje de concreto na qual elas são fixadas. A propriedade fundamental para determinação do momento crítico elástico à FLD é a rigidez rotacional da viga mista. De forma simplificada, a rigidez rotacional da viga mista é definida como uma associação em série de molas que representam a rigidez rotacional da laje de concreto, da alma do perfil de aço e da conexão de cisalhamento. Nesta pesquisa, são implementados modelos numéricos, via método dos elementos finitos, para avaliar o procedimento da ABNT NBR 8800:2008 de determinação da rigidez rotacional de vigas mistas de aço e concreto. Os modelos numéricos retratam vigas mistas de borda e internas ao piso com lajes maciças de concreto armado, conexão de cisalhamento com um ou dois conectores de cisalhamento soldados na seção transversal e perfis de aço com alma não enrijecida. São avaliadas as contribuições das rigidezes isoladas da laje, da conexão de cisalhamento e da alma no valor da rigidez rotacional da viga mista. A curva momento versus rotação da laje de concreto e sua influência na rigidez rotacional da viga mista também é investigada. Como conclusões principais, podem ser citadas: a formulação da ABNT NBR 8800:2008 prevê de forma adequada a rigidez rotacional da alma; a rigidez rotacional da conexão de cisalhamento pode ser desprezada no cálculo da rigidez rotacional da viga mista, conforme preconiza a ABNT NBR 8800:2008; a formulação da ABNT NBR 8800:2008 para o cálculo da rigidez rotacional da laje pode ser usada para vigas mistas de borda e internas, porém recomenda-se a adoção de um coeficiente igual a 1,71 para viga mista de borda e 3 para viga mista interna, independente do número de vigas que compõem o piso, e; em determinadas situações, a rigidez rotacional da viga mista pode ser simplificadamente tomada como uma parcela da rigidez rotacional da alma. Palavras-chave: Vigas Mistas de Aço e Concreto, Flambagem Lateral com Distorção, Rigidez Rotacional.por
dc.formatapplication/pdfpor
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleESTUDO DA RIGIDEZ ROTACIONAL DE VIGAS MISTAS DE AÇO E CONCRETO COM LAJES MACIÇAS DE CONCRETO ARMADOpor
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.advisorcoFAKURY, R. H.
dc.contributor.memberSILVA, A. L. R. C. E.
dc.contributor.memberW.G. Ferreira
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Civilpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Civilpor
Appears in Collections:PPGEC - Dissertações de mestrado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.