Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9893
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCOLBARI, A. L.
dc.creatorALTOE, J. B.
dc.date.accessioned2018-08-02T00:15:11Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-02T00:15:11Z-
dc.date.issued2017-07-03
dc.identifier.citationALTOE, J. B., Decente, porém precarizado: um estudo de caso sobre o novo trabalho bancáriopor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9893-
dc.description.abstractSe propõe a repensar o conceito de Trabalho Decente da OIT a partir do espírito capitalista da sociedade em rede, analisar os impactos do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICS) na atual construção dos modos de vida do trabalhador e discutir a efetividade do conceito no combate ao processo de precarização social do trabalho. Tendo como suporte a perspectiva metodológica de Pierre Bourdieu, que sempre buscou capturar a mais profunda lógica do mundo social a partir da análise de uma realidade empírica, historicamente situada e datada (BOURDIEU,1996), o presente trabalho consiste em um estudo de caso, ora realizado com trabalhadores de um dos cinco maiores bancos do Brasil. Após a análise dos indicadores que compõem as áreas temáticas de Jornada de Trabalho, Conciliação entre Trabalho, Vida Pessoal e Familiar e Estabilidade e Segurança no Trabalho, foi possível concluir que o trabalho bancário no Brasil, observado a partir dos indicadores quantitativos da OIT, enquadra-se, de fato, como decente. Contudo, ao serem examinados qualitativamente aspectos relacionados às mesmas três áreas, concluiuse que, no plano de análise de uma microrealidade como a do setor bancário, o conceito de Trabalho Decente não se apresenta como ferramenta efetiva de combate às tendências de precarização social do trabalho.por
dc.formatapplication/pdfpor
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectTrabalho Decentepor
dc.subjectPrecarizaçãopor
dc.subjectTrabalho Bancáriopor
dc.titleDecente, porém precarizado: um estudo de caso sobre o novo trabalho bancáriopor
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberBIANCO, M. F.
dc.contributor.memberMORAES, L. C. G.
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Sociaispor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Sociaispor
Appears in Collections:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_11085_Dissertação PPGCS-final-diploma - Jessica B. Altoé VERSÃO FINAL (1).pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.