Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10124
Título: Artesãos nômades, malucos de BR, apanhadores de sonhos : singularidades na produção do cuidado
Autor(es): Moriyama, Irina Natsumi Hiraoka
Orientador: Figueiredo, Túlio Alberto Martins de
Data do documento: 9-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O presente trabalho apresenta uma cartografia que acompanhou, durante dois meses e meio, artesão e artesãs nômades pelo município de Vitória-ES, com maior intensidade na Praça Costa Pereira, no Centro Histórico da cidade. Artesãos e artesãs nômades, aqui também denominado/as por Maluco/as de Estrada (ou de BR) ou Apanhadore/as de sonhos, apresentam formas de resistência ao Capitalismo Mundial Integrado (CMI) - expressão/ conceito esquizonalítico que agrega valores e ideias ao conceito de capitalismo de fundamento marxista apresentando-se, portanto, como produtore/as de uma ecosofia. E, tratando-se de um coletivo nômade, eventualmente, este pode requerer atenção à sua saúde cujos agenciamentos, no sentido de se apoderar de tal atenção, não se enquadram na lógica de territorialidade da saúde. O trabalho de campo é relatado a partir dos encontros com sete artesão/ãs, por meio dos quais foi possível refletir acerca da produção do cuidado em saúde a partir dos modos de vida desse/as artesão/ãs. A pesquisa é fundamentada pelo referencial teórico da esquizoanálise e, tal qual o movimento nômade (do/as artesão/ãs e do pensamento), apresenta seu conteúdo de modo a permitir o fluxo de ideias mais do que um enquadramento ao padrão hegemónico- normativo do universo científico. A escrita, sob o formato de cartas, é um convite ao diálogo e reflexão “para todos e para ninguém". Destinadas à Dirce, personagem conceituai com quem a autora compartilha seu(s) processo(s) de produção e significação do conhecimento acerca da saúde e da produção de cuidado, as cartas versam sobre conceitos da esquizoanálise e suas fontes de inspiração, relatam os encontros com o/as artesão/ãs nômades e registram as reflexões geradas a partir desses encontros. Este trabalho apresenta os desvios ocorridos ao longo do processo desta pesquisa, afirmando-se cartografia; e intenta provocar o deslocamento/ desterritorialização e consequente desnaturalização de pensamentos e ações produzidas no/ pelo setor saúde, de modo a afirmar a singularidade e multiplicidade que compõem a população a ser atendida - universal e equitativamente - pelo/as profissionais da saúde.
This work presents a cartography that accompanied, during a two and a half months, nomadic handicraftsmen/women in the city of Vitória-ES, with greater intensity in Praça Costa Pereira, in the Historical Center of the city. Nomadic Handicraftsmen/women, here also known as Mads of Roads (or of BR) or Dreamcatchers, present forms of resistance to Integrated World Capitalism (IWC) - a schizoanalytical expression/ concept that adds values and ideas to the concept of capitalism grounded by marxism thus presenting itself as producers of an ecosofy. Treating about a nomadic collective, eventually, they may require attention to their health whose agency, in the sense of seizing such attention, do not fit into the territoriality logic of health. The work is reported from the meetings with seven handicraftsmen/ women, through which it was possible to reflect on the production of health care from the ways of life of this artists. The research is based on the theoretical framework of schizoanalysis and, like the nomadic movement (of the handicraftsmen/ women and the thought), presents its content in order to allow the flow of ideas more than a framework to the hegemonic-normative standard of the Scientific universe. The writing, in the form of letters, is an invitation to dialogue and reílection "for everyone and for no one". Aimed at Dirce, a conceptual character with whom the author shares her process(s) of production and significance of knowledge about health and care production, the letters deal with concepts of schizoanalysis and its sources of inspiration, they report the meetings with the nomadic handicraftsmen/women and record the reflections generated from these meetings. This work presents the deviations occurred throughout the process of this research, affirming as a cartography; and tries to provoke the displacement/ deterritorialization and consequent denaturalization of thoughts and actions produced in/ by the health sector, in order to affirm the smgularity and multiplicity that make up the population to be attended - universally and equitably - by health professionals.
En este trabajo se presenta uma cartografia que acompafió durante dos meses y medio, artesanos y artesanas nômadas dei ciudad de Vitória-ES, con mayor intensidad en la Plaza Costa Pereira, en el centro histórico de la ciudad. Los artesanos y artesanas nômadas, aqui también llamados/ as por Malucos/as dei camino (o BR) o Apanhadore/as de los suenos, presentean formas de resistência al Capitalismo Mundial Integrado (CMI) - expresión / concepto esquizoanalítico que anade valores e ideas para el concepto de capitalismo marxista -, presentando, por lo tanto, ya que los productores de una ecosofía. Y en el caso de un colectivo nômada, quizás, estos puedem requerir la atención a su salud cuyos conjuntos, para tomar posesión de tal atención, no cumplen con la lógica de la territorialidad de la salud. El trabajo de campo se informo de las reuniones con siete artesano/as, a través dei cual fue posible pensar la producción atención a la salud de lo/as artesanos/as. La búsqueda se basa en el marco teórico de esquizoanálisis y, como el movimiento nômada (de lo/as artesano/as y dei pensamiento), presenta su contenido para permitir el flujo de las ideas, más que a la norma hegemónica-regulador universo cientifico. La escritura, en forma de letras, es una invitación al diálogo y la reflexión "para todos y nadie". Dirigido a Dirce, carácter conceptual con el que la autora comparte su(s) proceso(s) de la producción y significación dei conocimiento sobre la salud y el producción de el cuidado, las letras versam en conceptos de esquizoanálisis y sus fuentes de inspiración, informe reuniones con artesano/as nômadas y registrar las reflexiones generadas a partir de estas reuniones. Este artículo presenta las desviaciones que se produjeron durante el proceso de esta investigación, afirmándose una cartografia; y tiene la intención provocando el desplazamiento/ despojo y la consiguiente desnaturalización de los pensamientos y las acciones que se producen en el sector de la salud con el fin de afirmar la singularidad y multiplicidad que conforman la población a ser atendida - universal y equitativo - al lo/as profesionales de la salud.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10124
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11748_2015_Irina.pdf30.99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.