Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3697
Título: Análise discursiva da metáfora : revisitando o estruturalismo saussuriano
Autor(es): Marques, Luciana Moraes Barcelos
Orientador: Abrahão, Virgínia Beatriz Baesse
Data do documento: 14-Mar-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta pesquisa se propôs a revisitar o estruturalismo saussuriano buscando aprofundar e analisar os posicionamentos teóricos de Saussure no que tange às concepções de língua, linguagem, signo, valor lingüístico, sujeito, discurso e referência, intencionando abstrair deles o conceito de metáfora. De maneira que desfaz o estereótipo criado acerca de Saussure e apresenta sua face discursiva frente às análises lingüísticas. Apoiando-se nessa perspectiva discursiva, defende a metáfora como constitutiva da linguagem, estando ancorada na concepção de valor lingüístico gerado por Saussure e ratificado por Ricoeur (2000) e Barthes (1979). O recorte teórico-metodológico proposto focaliza a concepção de metáfora como construção de realidade, tendo por suporte o contexto sócio-histórico-cultural do discurso. A análise fundamenta-se no posicionamento de Saussure – a partir de um paralelo entre o Curso de Lingüística Geral e os Escritos de Lingüística Geral – em um cotejo às proposições de Barthes (Elementos de semiologia) e Ricoeur (A metáfora viva). Por essa via de análise, o exame do corpus, composto pelos “Discursos da Vitória” – de 2002 e de 2006 – do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, confirmou a necessidade de ultrapassar o plano lingüístico e integrar o aspecto discursivo. Portanto, corroborou-se a proposição saussuriana de que “a língua é um fato social”, propiciando uma análise em conformidade com as exigências histórico-culturais que envolvem o discurso e sustentam a variabilidade dos valores lingüísticos, nos quais a metáfora é uma possibilidade de significação.
This research revisits Sausurre’s structuralism in order to analyze, in a deeper level, his theoretical positioning as far as language, sign, linguistic value, subject, discourse, and reference are concerned, aiming at getting the concept of metaphor in such a way as to undo the stereotype created about Saussure and present his discursive side facing the linguistic analysis. Based on such discursive perspective, this work sees the metaphor as part of the language, anchored on the conception of Saussure’s linguistic value, which was ratified by Ricouer (2000) and Barthes (1979). The proposed theoretical-methodological approach focuses on the conception of metaphor as a construction of reality, based on the social-historical-cultural context of discourse. The analysis adopts Saussure’s positioning – from a parallel between the Lectures on General Linguistics and Writings in General Linguistics – alongside with the propositions of Barthes (Elements of Semiology) and Ricouer (Metaphor Alive). The examination of the corpus “Discursos da Vitória” (Discourses of Victory) – 2002 and 2006 – by President Luiz Inácio Lula da Silva confirmed the necessity to surpass the linguistic level, and integrate the discursive aspect. Thus, this work corroborates Saussure’s proposition that “language is a social fact”, propitiating an analysis according to the historical-cultural demands that involve the discourse and support the variability of the linguistic values, in which the metaphor is a possibility of signification.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3697
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3088_Luciana M B Marques.pdf700.35 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.