Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5371
Título: Sobrepeso em crianças de 7 a 10 anos e fatores associados : um estudo de base escolar em Vitória, ES
Autor(es): Faria, Carolina Perim de
Orientador: Molina, Maria del Carmen Bisi
Palavras-chave: Sobrepeso
Escolar
Fatores associados
Data do documento: 23-Abr-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O excesso de peso na infância, ao longo das últimas duas décadas, assumiu papel de destaque na agenda de saúde pública em todo o mundo, afetando proporcionalmente países desenvolvidos e aqueles em desenvolvimento. Assim como na idade adulta, o sobrepeso na infância está associado a diversas complicações como diabetes tipo II, hipertensão, dislipidemias, problemas ortopédicos, dentre outras complicações de ordem física, emocional e social. Com objetivo de determinar a prevalência de sobrepeso e os fatores associados em crianças de 7 a 10 anos de idade foi realizado estudo de base escolar no município de Vitória-ES. A amostra foi constituída por 1.282 crianças de um universo aproximado de 18.500 matriculadas nas redes pública e privada de ensino de Vitória/ES. A amostra foi calculada baseando-se em prevalência esperada de sobrepeso de 20%, erro amostral de 3% e nível de significância de 5%. Dados antropométricos e de hábitos de vida foram coletados durante visita às escolas. Pais/responsáveis das crianças receberam questionário focado em tópicos socioeconômicos, de saúde da criança e familiares, hábitos alimentares e atividade física. Foi determinado o estado nutricional das crianças, utilizando o índice de massa corporal (IMC). O sobrepeso foi identificado quando IMC≥P85 da referência NCHS (2000). Os testes t-student e qui-quadrado foram utilizados para avaliar diferenças entre médias e proporções das variáveis estudadas. A associação entre sobrepeso e preditores foi expressa como razão de chances. Foram inseridas no modelo hierarquizado de regressão logística todas as variáveis que alcançaram pvalor ≤ 0,10. O nível de significância para os demais testes foi estabelecido em α=0,05 e IC95%. Foi encontrada uma prevalência de sobrepeso de 23,2%, sem diferenças entre escolas (privada ou pública), sexo ou faixa etária. Na análise multivariada sobrepeso paterno (RC 1,62 IC95% 1,04-2,51), macrossomia fetal (RC 4,67 IC95% 1,65-13,22), ser unigênito (RC 1,92 IC95% 1,2-3,05) e escolaridade materna superior (RC 0,45 IC95% 0,22-0,93) mantiveram associação estatística com o desfecho. Conclui-se que a prevalência de sobrepeso em Vitória está acima dos valores médios nacionais encontrados em estudos recentes, apresentando-se como um problema de saúde pública no município. Ações para controle do aumento do sobrepeso nesta faixa etária são urgentes, bem como a implementação da proposta de promoção de alimentação saudável e atividade física em todas as faixas etárias.
Overweight in infancy has become a major public health concern over the last two decades in both developed and underdeveloped countries. As well as in adults, overweight in children is associated to several health complications such as type-II diabetes, hypertension, dyslipidemia, orthopedic problems among other physical, emotional and social consequences that began representing a great burden to public health systems. The present study aims to determine the prevalence of overweight and associated factors on a population sample of scholars from Vitória/ES. This is a school based populational cross sectional study, carried out among 1.282 from a total of 18.500 children aged 7 to 10 years old regularly attending public and private schools in Vitória/ES. Anthropometric data from the children was collected during visits to the schools along with an interview; overweight was determined as BMI≥P85 when compared to NCHS reference charts (2000). Parents were asked to answer a questionnaire on socioeconomic, health and living conditions, eating and exercising habits. T-student and Chi-square tests were used to determine differences between means and proportions, odds ratio was used to assess associations between the outcome and predictive factors. All variables reaching significance levels below 0,10 were inserted on hierarchic logistic regression to determine factors associated to overweight on the final model. All of the analysis were carried out using significance levels of α=0.05 and CI 95%. Overweight prevalence reached 23,2% without presenting statistical differences between sexes, type of school and age. The multivariate analyses showed that paternal overweight (OR 1.62 – CI95% 1.04-2.51), being large for gestational age (OR 4.67 – CI95% 1.65-13.22), being an only child (OR 1.92 – CI95% 1.2-3.05) and superior maternal education (OR 0.45 – CI95% 0.22-0.93) kept statistical association with the outcome. Overweight prevalence found for the sample is high above recent estimations for the Brazilian population, presenting itself regardless of age, sex or school type. This finding shows the urge to address this problem using preventive and corrective strategies focused on health eating, exercising, maintaining healthy BMI for both, parents and children.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5371
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_685_.pdf1.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.