Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5552
Título: Programa de atendimento ao alcoolista : avaliando a satisfação e a percepção de mudanças dos seus usuários
Autor(es): Cardoso, Lorena Silveira
Orientador: Siqueira, Marluce Miguel de
Palavras-chave: Avaliação de serviços de saúde
Mental health
Mental health services
Health services evaluation
Data do documento: 5-Set-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os parâmetros utilizados na assistência prestada nos programas de saúde não se adaptam totalmente à realidade dos programas de saúde mental, portanto é importante a realização de pesquisas que busquem avaliar a satisfação e a mudança percebida de usuários de programas desta área. Face ao exposto, objetiva-se neste estudo, avaliar a satisfação e a mudança percebida de um programa referência de atenção ao alcoolista sob a ótica dos seus usuários. Este estudo integrou a pesquisa intitulada Rede de saúde mental: avaliando a realidade capixaba que foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Espírito Santo, sob o No. 338.114. Trata-se de um estudo avaliativo, descritivo com abordagem quantitativa e de corte transversal. A amostra caracterizou-se de 40 usuários, sendo utilizadas as escalas satisfação do paciente e mudança percebida versão-paciente, e questionários semiestruturados adaptados pelos pesquisadores. Os dados foram analisados com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Science (SPSS 20). Utilizou-se a análise univariada para a descrição das variáveis quantitativas relacionadas qualidade do serviço e análise bivariada para verificar a qualidade do serviço e as variáveis independentes, por meio do teste qui-quadrado com nível de significância de 5%. Assim, encontrou-se uma amostra foi predominantemente masculina (81%) e com idade entre 46 e 55 anos (42,5%), entre as características clínicas predominaram: tempo de tratamento no serviço maior que 4 anos (45,2%), tempo de abstinência entre 0 e 4 semanas (35,7%), e os destilados como bebida de preferência (88,1%). Com relação à percepção das mudanças, de forma geral, 83,3% dos pacientes alcoolistas declararam estar melhor do que antes do tratamento, na maioria dos itens da Escala de Mudança Percebida (EMP-paciente), havendo percepção de piora apenas nos itens sexualidade (26,8%) e sono (16,7%). Em relação à satisfação dos mesmos, a média da satisfação dos usuários por subescalas e escala global foi muito representativa visto que, quando perguntado sobre a satisfação com a discussão sobre o seu tratamento, 100% responderam satisfeito, bem como 97,4% disse estar satisfeito com a ajuda dos profissionais. O presente estudo mostrou que a escala EMP é uma medida sensível para avaliar os resultados do tratamento, pois indica os pontos positivos e negativos do tratamento sobre a vida do paciente. E ambas as escalas estão adaptadas ao contexto brasileiro e apresentam equivalência semântica com a escala original. Elas serviram para avaliar os resultados do tratamento, na percepção dos seus usuários, dando subsídios para os profissionais se adequarem a um novo processo de serviço que proporcione melhorias em relação aos aspectos físicos do PAA e uma reflexão sobre os aspectos positivos da avaliação. Contudo, a falta de estudos nesta área com esta metodologia, dificultou a discussão dos resultados, visto que a replicação desta metodologia em outros programa e serviços que atendam essa demanda brasileira permitirá a comparação de desempenho entre elas, propiciando uma disseminação da prática de avaliação.
The parameters used in assisting in health programs do not fully adapt to the reality of mental health programs, so it is important to conduct research that attempts to assess the satisfaction and perceived user program area change. Given the above, the objective of this study was to evaluate the quality of the actions developed by a reference attention alcoholics through their program users. This study integrated the research entitled "Network mental health: evaluating the capixaba reality" that was approved by the Ethics Committee in Research of the Science Center, Federal University of Espírito Santo , under No. 338 114. It is an evaluative, descriptive study with a quantitative approach and cross-sectional. The sample was characterized for 40 users, and used the scales SATIS-BR and EMP-patient, and semi-structured questionnaires adapted by researchers. Data were analyzed using the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS 20). We used univariate analysis to describe the quantitative variables related to quality of service and bivariate analysis to verify the quality of service and the independent variables, by chi-square test with a significance level of 5%. The sample was predominantly male (81%) and aged between 46 and 55 years (42.5%) predominated among clinical characteristics: treatment time in more than four years service (45.2%), abstinence time between 0 and 4 weeks (35.7%), and preferably distilled as a beverage (88.1%). Regarding the perception of changes, in general, 83.3% of alcoholic patients reported being better than before treatment in most items of the Scale of Perceived Change (EMP-patient), with only worsens the perception of sexuality items (26.8%) and sleep (16.7%). Regarding satisfaction thereof, the average user satisfaction for subscales and overall scale was representative because when asking about satisfaction with the discussion about your treatment 100% answered satisfied, and 97.4% said he was satisfied with the help of professionals. The present study showed that the EMP is a sensitive scale for assessing treatment outcomes measure because it indicates the positive and negative aspects of the treatment on the patient's life. And both scales are adapted to the Brazilian context and have semantic equivalence with the original scale. They were used to assess treatment outcomes, as perceived by its users, providing subsidies for professionals are suited to a new service process that provides improvements in physical aspects of the PAA and reflect on the positive aspects of the evaluation. However, lack studies in this area with this methodology made it difficult to discuss the results, that vision, replication of this methodology in other program and services that meet this demand in Brazil will allow the comparison of performance between them providing a spread of the practice of evaluation.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5552
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8147_2013_Lorena Silveira Cardoso.pdf1.49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.