Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7880
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPires, Rita Gomes Wanderley-
dc.date.accessioned2018-08-01T22:57:56Z-
dc.date.available2018-08-01T22:57:56Z-
dc.identifier.citationROHOR, Bruna Zanetti. Efeito de diferentes tempos de exposição a um ambiente enriquecido na memória de camundongos: uma abordagem comportamental e molecular. 2015. 84 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Farmacologia) - Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Farmacologia, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7880-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectEnriched environmenteng
dc.subjectMemoryeng
dc.subjectSocial interactioneng
dc.subjectAmbiente enriquecidopor
dc.titleEfeito de diferentes tempos de exposição a um ambiente enriquecido na memória de camundongos : uma abordagem comportamental e molecularpor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc61-
dc.subject.br-rjbnInteração socialpor
dc.subject.br-rjbnMemória - Classificaçãopor
dc.subject.br-rjbnBioquímicapor
dc.subject.br-rjbnFarmacologiapor
dcterms.abstractO ambiente é formado pelo conjunto de situações que rodeiam o indivíduo e possui influência sobre todos os organismos. Um ambiente estressor possui influências negativas sobre um indivíduo, mas um ambiente enriquecido (AE) possui influências positivas. Em animais, o AE é definido como uma combinação de estímulos complexos inanimados e sociais capazes de melhorar as funções motoras, cognitivas e sensoriais. O AE é composto por diferentes objetos, com diferentes formas, tamanhos, cores, texturas, entre outros. A novidade ambiental, atividade física voluntária e o convívio social também fazem parte do AE. O AE é capaz de promover melhora visual, sensorial, cognitiva e motora. Já foram observados efeitos induzidos pelo AE, como melhora cognitiva, aumento da plasticidade sináptica, neurogênese hipocampal em adultos, modulação da expressão gênica e alterações nos níveis de neurotransmissores e fatores neurotróficos. No entanto, vários paradigmas de AE são encontrados na literatura, e essa variedade de protocolos gera uma série de resultados controversos sobre os efeitos induzidos pelo AE. O tempo é um importante fator que influencia os efeitos que o AE é capaz de causar. Diante deste contexto, o objetivo do presente trabalho foi avaliar as alterações cognitivas e moleculares observadas em camundongos expostos ao AE ou ao ambiente padrão (AP) por 30 ou 60 dias, a fim de verificar se o tempo de exposição afeta os parâmetros avaliados. Para isso foram realizados testes cognitivos de reconhecimento de objetos e social, de interação social, e ensaios moleculares de componentes pertencentes a sistemas neurotransmissores e fatores neurotróficos, que participam dos processos de cognição, na região do córtex cerebral, sendo eles os sistemas colinérgico, glutamatérgico e endocanabinóide, e os fatores neurotróficos BDNF e GDNF. O AE de 30 ou 60 dias não induziu efeitos nas memórias avaliadas, porém ambos os tempos de exposição aumentaram a interação social dos camundongos. O AE por 30 dias provocou o a diminuição da expressão gênica de α7, M1, mGluR5, e o aumento na expressão gênica da MAGL, no córtex total. O AE por 60 dias diminuiu a expressão gênica de M1 e de DAGL, mas aumentou a expressão gênica de CHAT e FAAH. Ambos os tempos de exposição aumentaram a expressão protéica de BDNF. Nesse contexto, o presente estudo demonstra que diferentes tempos de exposição ao AE podem induzir respostas variadas aos parâmetros cognitivos e moleculares avaliados. Estudos mais detalhados como o presente, são importantes na determinação de quais protocolos de enriquecimento ambiental são ideais para a prevenção e/ou tratamento de vários processos neurodegenerativos como doenças de Parkinson, Huntington, Alzheimer, abuso de drogas entre outros.por
dcterms.abstractThe environment is formed by a set of situations around the individual and has influence on all organisms. A stressor environment has negative influences in a subject, but an enriched environment (EE) has positive influences. In animals, the AE is defined as a combination of inanimate and social complex stimuli that can improve motor, cognitive and sensory functions. The EE is composed of different objects of different shapes, sizes, colors, textures, among others. Environmental novelty, voluntary physical activity and social interaction are also part of EE. The EE is capable of promoting increased visual, sensory, cognitive and motor functions. Cognitive improvement, increased synaptic plasticity, adult hippocampal neurogenesis, modulation of gene expression and changes in levels of neurotransmitters and neurotrophic factors are EE-induced alterations already described. However, several EE paradigms are found in the literature, and this variety of protocols produces a range of controversial results on the effects induced by EE.eng
dcterms.creatorRohor, Bruna Zanetti-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2015-12-11-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqFarmacologia Bioquímica e Molecularpor
dc.publisher.courseMestrado em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.contributor.refereeBittencourt, Ana Paula Santana de Vasconcellos-
dc.contributor.refereeRodrigues, Lívia Carla de Melo-
dc.contributor.advisor-coMartins e Silva, Cristina-
Aparece nas coleções:PPGBF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7566_016 - DISSERTAÇÃO CORRIGIDA 05-02-16_BRUNA.pdf1.65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.