Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9906
Título: Primavera secundarista : engajamento estudantil nas ocupações de Vitória-ES em 2016
Autor(es): Real, Danielly da Costa Vila
Orientador: Nascimento, Euzeneia Carlos do
Data do documento: 3-Mai-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Buscamos caracterizar o engajamento secundarista em Vitória - ES durante o evento intitulado pelos estudantes como Primavera Secundarista em 2016, ancorando tal caracterização em duas dimensões: (1) os padrões organizacionais (observando seus repertórios de organização, de ação e performances) e (2) os padrões relacionais (analisando as relações entre indivíduo e esferas da vida, onde são alfabetizados politicamente e como esse conhecimento impulsiona a constituição de uma identidade militante). A primeira categoria classifica-o como formalizados ou não formalizados, e a segunda como institucionalizados ou extra-institucionais. Antes da caracterização do engajamento, este trabalho observa o sujeito que dá vida a esse objeto: as juventudes secundaristas engajadas. Utilizamos juventudes no plural porque há diferentes maneiras de ser jovem conforme suas condições de vida e há diferentes oportunidades de engajamento para o jovem que frequenta a escola. Escolhemos o termo engajamento mesmo que eles não tenham vínculos contínuos com instituições, porque é assim que se autonomeiam, não como ativistas pontuais. Num contexto histórico permeado por polêmicas como o Projeto de Lei 867/2015 intitulado Escola sem Partido, a Medida Provisória 746/2016 sobre reforma do Ensino Médio e a Proposta de Emenda Constitucional 55 instituindo tetos para gastos públicos, é que emergiram as ações coletivas secundaristas, onde fizemos observações simples e aplicação de questionários em 7 escolas ocupadas, observação participante em outros dois atos de rua, dez entrevistas individuais em profundidade e um grupo focal aplicado aos estudantes de duas escolas selecionadas para um estudo de casos comparados por apresentaram diferentes perfis organizacionais e relacionais.
We sought to characterize secondary education in Vitória - ES during the event titled by the students as Primavera Secundarista in 2016, anchoring this characterization in two dimensions: (1) organizational patterns (observing their repertoires of organization, action and performances) and (2) the relational patterns (analyzing the relations between individual and spheres of life, where they are politically literate, and how this knowledge drives the constitution of a militant identity). The first category classifies it as formalized or nonformalized, and the second as institutionalized or extra-institutional. Before the characterization of engagement, this work observes the subject that gives life to this object: the engaged secondary youths. We use youth in the plural because there are different ways of being young according to their living conditions and there are different opportunities of engagement for the young person who attends school. We choose the term engagement even if they do not have ongoing links with institutions, because that is how they log on, not as punctual activists. In a historical context permeated by controversies such as the Law Project 867/2015 entitled "School without Party", the Provisional Measure 746/2016 on the reform of High School and the Proposal for Constitutional Amendment 55 instituting ceilings for public spending, is that the actions in which we made simple observations and questionnaires in seven occupied schools, participant observation in two other street acts, ten individual in-depth interviews and a focus group applied to the students of two schools selected for a study of cases compared to presented different organizational and relational profiles.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9906
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12094_DISSERTAÇÃO pós defesa.pdf3.83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.