Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10423
Título: Os dois lados de um muro : um estudo dos comentários das manifestações de 2016
Autor(es): Souza, Anna Maria Martins
Orientador: Tomazi, Micheline Mattedi
Coorientador: Alves Junior, Mário Acrisio
Data do documento: 30-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff está inserido em um cenário político brasileiro bastante controverso. Um dos momentos de maior divergência de opiniões para a população foi a construção de um muro de contenção em frente ao prédio da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Este marco tornou concreta a divisão preexistente da sociedade. Este contexto sociopolítico se tornou assunto em debates pessoais e virtuais, em que Facebook serviu como espaço de divulgação de opiniões. Diante deste cenário, esta pesquisa busca analisar as manifestações discursivas realizadas por grupos pró e contra a ex-presidente Dilma Rousseff, em meio a comentários publicados em um post veiculado na página do jornal O Globo, no Facebook. Para isso, adotamos uma metodologia de análise qualitativa, visando um critério de amostragem, a qual apresentamos alguns comentários que revelam uma estratégia recorrente nos demais. Objetivamos discutir as estratégias linguísticas que promovem a autoapresentação positiva do intragrupo e outro-apresentação negativa do exogrupo. Tendo isto em vista, utilizaremos como aporte teórico a abordagem sóciocognitiva de van Dijk (1999a; 2011a; 2012a; 2012b; 2012c; 2014; 2016), a fim de aprofundarmos nossas reflexões e análises do corpus, discutindo a estratégia de polarização discursiva. Além disso, adotamos as reflexões sobre as noções de Facebook postuladas por Malini (2013; 2016), Castells (2004; 2014) e Barton & Lee (2015), Lima (2015) para compreendermos melhor o suporte utilizado em nossa pesquisa. Os resultados obtidos evidenciam que as construções argumentativas utilizadas pelos atores reforçam a polarização, impedindo a promoção do debate construtivo sobre os motivos que levam os grupos a se oporem. Deste modo, os comentaristas expressam a polarização discursiva, preocupando-se principalmente com a colocação positiva do intragrupo, ao passo que almeja desqualificar o exogrupo.
The impeachment process of the former president Dilma Rousseff is included in a controversial Brazilian political scenario. One of the most divergent moments of opinion for the population was the construction of a retaining wall in front of the Esplanada dos Ministérios building in Brasília. This framework has made concrete the pre-existing division of society. This sociopolitical context became a subject in personal and virtual debates, in which Facebook served as a forum for the dissemination of opinions. Given this scenario, this research seeks to analyze the discursive manifestations carried out by groups pro and against the former President Dilma Rousseff, amid comments published in a post on the O Globo newspaper's Facebook page. For this, we adopted a methodology of qualitative analysis, aiming at a sampling criterion, which we present some comments that reveal a recurring strategy in the others. We aim to discuss the linguistic strategies that promote positive self-presentation of the intragroup and negative presentation of the exogroup. In this paper we will use, as theoretical contribution, the van Dijk's sociocognitive approach (1999a; 2011a; 2012a; 2012c; 2012c; 2014; 2016), in order to deepen our reflections and analysis of the corpus, discussing the strategy of discursive polarization. In addition, we adopted the reflections on the notions of Facebook postulated by Malini (2013, 2016), Castells (2004, 2014) and Barton & Lee (2015), Lima (2015), to better understand the support used in our research. The results show that the argumentative constructions used by the actors reinforce the polarization, preventing the promotion of constructive debate about the reasons that lead the groups to oppose each other. Thus, the commentators express the discursive polarization, being concerned mainly with the positive placement of the intragroup, while aiming to disqualify the exogroup.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10423
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12475_Dissertação Anna Maria.pdf2.58 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.