Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10517
Título: Desenvolvimento de coração bioartificial a partir de arcabouço de matriz descelularizada e cardiomiócitos neonatais
Autor(es): Taufner, Gabriel Henrique
Orientador: Nogueira, Breno Valentim
Data do documento: 6-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte por doença no mundo. Estima-se que 50% dos pacientes acometidos por doenças cardíacas não respondem satisfatoriamente a abordagens terapêuticas necessitando de transplante cardíaco para a substituição do coração doente por um sadio. O objetivo deste trabalho foi obter e caracterizar estruturalmente e funcionalmente MEC descelularizada de coração neonatal de camundongo. Obtivemos MEC de camundongos neonatos através de abordagem descelularizante utilizando 0,2% de SDS, que foi capaz de remover 98,5% de DNA nativo. Demonstramos a manutenção de moléculas de ECM através de dosagens espectrofotométricas, marcações histoquímicas e imuno-histoquímicas. Observamos que a MEC descelularizada foi capaz de fornecer suporte para população celular utilizada para a recelularização, além disso, não foi capaz de induzir atividade inflamatória local quando transplantada em animais imunologicamente competentes, sugerindo que a descelularização foi eficaz em remover moléculas responsáveis por desencadear resposta imune do hospedeiro. MEC com idade de desenvolvimento neonatal pode fornecer informações valiosas em processos que dizem respeito a regeneração e reparação tecidual, visto que algumas moléculas possuem intensa atividade neste período, ao contrário do que fora observado anteriormente em tecidos relativamente de maior idade.
Cardiovascular diseases are the leading cause of death in the world. It is estimated that 50% of patients with heart disease do not respond satisfactorily to therapeutic approaches and require a heart transplant to replace the diseased heart with a healthy one. The objective of this work was to obtain and characterize structurally and functionally MEC decellularized from neonatal mouse heart. We obtained MEC of neonatal mice through a decellularising approach using 0.2% SDS, which was able to remove 98.5% of native DNA. We demonstrate the maintenance of ECM molecules through spectrophotometric measurements, histochemical and immunohistochemical staining. We observed that the decellularized MEC was able to provide support to the cell population used for the recellularization, and was not able to induce inflammatory activity when transplanted into immunologically competent animals, suggesting that decellularization was effective in removing molecules responsible for triggering the immune response of host. MEC with a neonatal developmental age can provide valuable information in processes related to tissue regeneration and repair, since some molecules have intense activity in this period, contrary to what had previously been observed in relatively older tissues.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10517
Aparece nas coleções:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12085_Dissertação_Gabriel Henrique Taufner.pdf5.51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.