Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10782
Título: Emprego de um MOF de íon Tb3+ fotoluminescente como sensor para metanol em etanol combustível
Autor(es): Fonseca, Ramon Raoni Ferreira da
Orientador: Luz, Priscilla Paiva
Palavras-chave: Lantanídeo
Rede metalorgânica
Luminescência
Etanol combustível
Data do documento: 30-Mai-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FONSECA, Ramon Raoni Ferreira da. Emprego de um MOF de íon Tb3+ fotoluminescente como sensor para metanol em etanol combustível. 2018. 77 f. Dissertação (Mestrado em Química) – Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Exatas, Vitória, 2018.
Resumo: A capacidade de detecção de uma rede metalorgânica de Tb3+, com base na sua fotoluminescência, foi utilizada para a detecção de metanol em etanol combustível. O MOF-76 foi sintetizado utilizando o térbio e o ácido trimésico como íon metálico central e ligante, respectivamente. A difração de raios-X em pó, a espectroscopia na região do infravermelho, a análise termogravimétrica e a microscopia eletrônica de varredura foram empregadas para caracterizar estruturalmente o MOF-76 sintetizado. De acordo com os resultados, o MOF-76 foi obtido com sucesso com pequenas modificações na rota sintética e sua forma ativada (denominada TbTMA) foi testada como um sensor para o metanol, um dos adulterantes do etanol combustível. A intensidade da luminescência do íon Tb3+ aumentou à medida que a concentração de metanol em etanol combustível também aumentou e a quantidade de água não afetou essa resposta. Os resultados indicaram que o TbTMA atuou como um sensor apropriado para avaliar a adulteração de etanol combustível pela adição de metanol acima do limite permitido regulamentado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível.
The sensing capability of a Tb3+ -metal-organic framework, based on its photoluminescence was used for detection of methanol in ethanol fuel. It was synthesized using terbium and trimesic acid as a metal ion center and ligand, respectively. Powder x-ray diffraction, infrared spectroscopy, thermogravimetric analysis and scanning electron microscopy were employed to characterize the synthesized MOF-76 structural features. According to the results, MOF-76 was successfully obtained with minor synthetic modification and its activated form (named TbTMA) was tested as a sensor for methanol, one of the etanol fuel adulterants. Tb3+ ion luminescence intensity increased as the methanol concentration in ethanol fuel also increased and the water content did not affect this response. Our findings indicated TbTMA as an appropriate sensor for evaluating ethanol fuel adulteration by methanol addition above the allowed limit regulated by Brazilian National Agency of Petroleum, Natural Gas and Biofuel.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10782
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Ramon Raoni Ferreira da Fonseca.pdf3.88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.