Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10964
Título: Manejo da irrigação utilizando umidade do solo e dados climáticos em lavoura de cafeeiro conilon.
Autor(es): Pinheiro, André Alves
Orientador: Reis, Edvaldo Fialho dos
Data do documento: 22-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: PINHEIRO, André Alves, Manejo da irrigação utilizando umidade do solo e dados climáticos em lavoura de cafeeiro conilon. 2019. 73 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre,2019.
Resumo: O desenvolvimento e utilização da tecnologia da irrigação tem propiciado benefícios ao sistema produtivo e evitado possíveis prejuízos com o decréscimo da disponibilidade hídrica, devido a isso tem ocorrido no Brasil um aumento no uso desta prática. Contudo, são observados alguns problemas na maioria dos projetos de irrigação atuais, como o alto desperdício de água, elevação dos custos de produção e contaminação de corpos hídricos, decorrentes de um manejo incorreto do sistema. A rede de sensores sem fio (RSSF) é uma tecnologia que tem se mostrado viável e com boa perspectiva para implantação nas áreas irrigadas, auxiliando no monitoramento da umidade do solo e possibilitando a realização do manejo da irrigação. Desta forma, neste trabalho o objetivo será avaliar o desempenho de rede de sensores sem fio e realizar a reposição de água no solo utilizando uma RSSF de baixo custo, informando ao usuário a necessidade de acionamento do sistema de irrigação através do envio de mensagem SMS para aparelho celular, buscando aliar operacionalidade, eficiência e redução nos custos de produção. A aplicação de água no solo de acordo com os dados desta rede será comparada com três métodos de determinação da umidade do solo e com dois métodos de estimativa da evapotranspiração. Este trabalho será conduzido em lavoura adulta de Coffea canephora, variedade Conilon Vitória Incaper 8142, localizada no Instituto Federal do Espírito Santo Campus de Alegre. É esperado que os resultados finais desta pesquisa proporcionem a viabilização do uso desta tecnologia de reposição hídrica em cafeeiro conilon e em outros cultivos agrícolas, propiciando benefícios ao meio-ambiente e aos agricultores.
The development and use of irrigation technology has provided benefits to the productive system and avoided possible losses with decreasing water availability, However, problems are observed in most current irrigation projects, such as water waste, rising production costs and contamination of water bodies, resulting from improper system management. The correct management of irrigation can be done through climatic data or knowledge of soil water content. In the first chapter of this dissertation we aimed to compare the methodologies of the time domain reflectometry (TDR) and UFES sensor with the stove and electric oven in the determination of soil moisture and in the replacement of water, and in the second chapter was aimed at soil water replacement determined by the TDR and UFES sensor, comparing them with the estimation of evapotranspiration by the Penman-Monteith-FAO and Hargreaves-Samani methods. The work was carried out in the adult field of Coffea canephora, "Conilon Vitória Incaper 8142" variety, located at the Federal Institute of Espírito Santo - Campus de Alegre, performing soil moisture determination by four methods and the estimation of reference evapotranspiration by two methodologies, Rerforming the water replenishment in the crop with the calculation of the necessary irrigation using the soil moisture data detected by the TDR and the UFES sensor, associated to WSN. The stove methodology showed close performance to the TDR method, overestimating the soil moisture by 0.68%, while the electric oven showed results close to those observed by the UFES sensor, underestimating the soil moisture values by 0.58%. There is less difference in the estimation of the amount of water to be applied in a hectare between the stove and the TDR than when comparing the stove with the UFES sensor. The estimate of evapotranspiration by Hargreaves-Samani underestimated the actual irrigation required at 0.46 mm compared to TDR, with a Ks coefficient of 0.9698 in this relation, while Penman-Monteith overestimated the irrigation by 2.17 mm in relation to the UFES sensor, with a Ks coefficient of 1.1669.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10964
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11948_André Alves Pinheiro.pdf1.29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.