Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11184
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorJoyeux, Jean Christophe-
dc.date.accessioned2019-05-25T02:14:08Z-
dc.date.available2019-05-24-
dc.date.available2019-05-25T02:14:08Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11184-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleEcologia nutricional de peixes nominalmente herbívoros no Atlântico Sudoestepor
dc.typedoctoralThesisen
dc.subject.udc57-
dc.subject.br-rjbnEcologia marinha.por
dc.subject.br-rjbnEcologia dos recifes de coral.por
dc.subject.br-rjbnPeixe marinho.por
dc.subject.br-rjbnAnimais - Alimentos.por
dc.subject.br-rjbnCarbono - Isótopos.por
dcterms.abstractA ecologia trófica de peixes herbívoros é assunto de constante debate. Discussões permeiam entre como as espécies capturam seu alimento até quais são os seus verdadeiros alvos no substrato recifal e como isto implica em seus papeis funcionais no ambiente. Diferentes aspectos bióticos e abióticos podem influenciar na ecologia trófica deste grupo. Eventos sazonais como, por exemplo, a ressurgência, podem enriquecer o ecossistema com a entrada de água fria e rica em nutrientes vinda de regiões mais profundas. Da mesma forma, diferentes locais podem apresentar características particulares, como a composição bentônica, que têm efeito direto na ingestão e assimilação de nutrientes pelos peixes herbívoros recifais. Esta tese foi desenvolvida em quatro ambientes recifais ao longo da costa brasileira, sendo: Natal (Rio Grande do Norte), Arquipélago dos Abrolhos (Bahia), Guarapari (Espírito Santo) e Arraial do Cabo (Rio de Janeiro). Neste último local, os estudos foram conduzidos em uma escala sazonal, mas também latitudinal, quando o mesmo foi comparado com os outros locais citados acima. Verificou-se que os principais itens na dieta de cada espécie tendem a permanecer semelhantes em ambas as abordagens: sazonal e latitudinal. No entanto, os peixes nominalmente herbívoros apresentaram diferenças na composição da sua dieta e na diversidade de itens ingeridos em ambas as escalas. Similarmente, a assimilação de nutrientes e as relações tróficas entre as espécies também variaram na comparação latitudinal entre os locais. Este trabalho indica que os peixes nominalmente herbívoros possuem especificidades quanto à ecologia nutricional, e que as variações ambientais ou características dos habitats devem ser consideradas para evitar generalizações na ecologia de peixes tão importantes, diversificados e amplamente distribuídos. Finalmente, este estudo expande a compreensão de como os peixes herbívoros dividem os recursos disponíveis e reforça que a função de cada espécie no ecossistema não deve ser subestimada agrupando-as como unidades únicas sem análise específica para cada local /espécie.por
dcterms.abstractThe trophic ecology of herbivorous fishes is a constantly debated subject. Discussions permeate between how species capture their food till which are their real targets on the reef substrate and how it does imply on their functional roles on the environment. Different biotic and abiotic aspects may influence in this group trophic ecology. Seasonal events such as upwelling may, for example, enrich the whole system as a consequence of the input of cold and nutrient-rich deep waters. Similarly, different sites may present particular characteristics, as benthic composition, directly affecting ingestion and nutrient assimilation by herbivorous reef fishes. This thesis was conducted in four reef environments along the Brazilian coast: Natal (state of Rio Grande do Norte), Abrolhos Archipelago (state of Bahia), Guarapari (state of Espírito Santo) and Arraial do Cabo (state of Rio de Janeiro). In the latter, studies were conducted on a seasonal scale but also in a latitudinal approach when it was compared to the other three sites aforementioned. Was verified that the main items in each species diet trend to remain similar in both approaches: seasonal and latitudinal. However, the nominally herbivorous fishes have presented differences in diet composition and diversity of ingested items in both scales. Likewise, nutrient assimilation and trophic relationships among species also varied in the latitudinal comparison among sites. This work indicates that nominally herbivorous fishes have specificities regarding their nutritional ecology and that environmental variations or habitats characteristics must be considered to avoid generalizations on the ecology of such important, diverse, and widely-distributed fishes. Finally, this study expands the comprehension on how herbivorous reef fishes partition the available resources and reinforces that each species function in the ecosystem should not be underestimated by grouping them as single unities without site/species-specific analysiseng
dcterms.creatorFerreira, Gabriel Costa Cardozo-
dcterms.formattextpor
dcterms.issued2019-04-26-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqCiências biológicaspor
dc.publisher.courseDoutorado em Biologia Animalpor
dc.contributor.refereeGiglio, Vinicius José-
dc.contributor.refereeFrancini Filho, Ronaldo Bastos-
dc.contributor.refereeAndrades, Ryan Carlos-
dc.contributor.refereeBernardino, Angelo Fraga-
Aparece nas coleções:PPGBAN - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13198_Tese final - Gabriel C. Cardozo Ferreira.pdf4.88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.