Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3050
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.date.accessioned2016-08-29T14:10:18Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T14:10:18Z-
dc.identifier.citationLEMOS, M. F. L., Nos Caminhos da Psicologia Capixaba: Notas para a História da Psicologia, da Psiquiatria e da Saúde Pública no Estado do ESpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3050-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleNos Caminhos da Psicologia Capixaba: Notas para a História da Psicologia, da Psiquiatria e da Saúde Pública no Estado do ESpor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractO objetivo do presente estudo foi investigar em que circunstâncias ocorreu a inserção dos primeiros psicólogos nos serviços públicos de saúde do Estado do Espírito Santo, contribuindo para a História da Psicologia, da Psiquiatria e da Saúde Pública. Nesse sentido, foram descritos: a situação da psiquiatria local, através do detalhamento do tipo de tratamento dispensado pelos psiquiatras aos pacientes do Hospital Colônia Adauto Botelho e do Pronto Socorro Psiquiátrico de Cachoeiro de Itapemirim antes da entrada dos primeiros psicólogos nesses serviços; a parceria estabelecida entre psiquiatras e psicólogos a partir do encaminhamento destes para aqueles instituições; o tratamento dispensado pelos psicólogos aos usuários dos serviços e as alterações nas instituições psiquiátricas com inserção da nova categoria profissional. Dois psiquiatras, três psicólogos e uma auxiliar de enfermagem responderam a uma entrevista semi-estruturada. Além disso, foram analisados documentos da época cedidos pela Secretaria de Saúde do Estado ou localizados no Arquivo Público do Espírito Santo. Os resultados indicaram, entre outras coisas, que a inserção dos primeiros psicólogos nos serviços públicos de saúde do Espírito Santo ocorreu a partir de 1976, dentro de um contexto local e amplo de críticas dirigidas à noção de loucura e à terapêutica oferecida aos considerados loucos e, mesmo, às injustiças sociais de uma forma geral. Nota-se, dessa forma, uma originalidade nas ações colocadas em funcionamento naquele momento. Esta é uma história que interessa à área de uma forma geral, na medida em que se conecta com os mais diversos acontecimentos.por
dcterms.creatorLEMOS, M. F. L.
dcterms.issued2005-02-25
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Psicologiapor
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_465_.pdf443.09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.