Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3105
Título: Da boleia à previdência social: sentidos do afastamento do trabalho para caminhoneiros de rota longa
Autor(es): Delfino, Lívia Guimarães
Orientador: Moraes, Thiago Drumond
Palavras-chave: Caminhoneiros de rota longa
Afastamento do trabalho
Previdência social
Adoecimento
Data do documento: 29-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A Previdência Social configura-se como um conjunto de normas que organiza a forma de proteção do trabalhador quando este, por qualquer razão, apresenta perda ou redução da capacidade de trabalho, de forma a prejudicar sua subsistência e a de seus familiares. Complementando sua abrangência, destaca-se dentre os programas de seguro social oferecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o serviço de reabilitação profissional que visa proporcionar aos seus beneficiários, incapacitados parcial ou total para o trabalho, os meios indicados para o reingresso no mercado de trabalho e no contexto em que vivem. Diante disso, o presente trabalho objetivou, de modo geral, descrever, sob o enfoque da relação saúde-trabalho, como se configura o afastamento do trabalho de caminhoneiros de rota longa em beneficio previdenciário e com indicação de reabilitação profissional pelo INSS. Os objetivos específicos foram: conhecer aspectos do trabalho de caminhoneiros de rota longa; identificar e descrever os fatores ligados ao processo de adoecimento percebidos pelos participantes; investigar e analisar os sentidos atribuídos ao processo de afastamento do trabalho entre os participantes; verificar e discutir as estratégias utilizadas pelos participantes no enfrentamento da situação de afastamento. Participaram do estudo 13 caminhoneiros de rota longa que recebem o benefício previdenciário auxílio-doença. Os 13 participantes responderam a um questionário contendo dados sociodemográficos e informações breves sobre seu histórico profissional e, em seguida, foram entrevistados individualmente com base em um roteiro semiestruturado. As transcrições das entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo e problematizadas à luz da Ergonomia Francófona e das Clínicas do Trabalho sob a orientação da abordagem ergológica. Os resultados evidenciaram aspectos do desenvolvimento profissional e identitário destes trabalhadores, que consequentemente revelaram atravessamentos nos seus modos de adoecer. Tais elementos que se manifestaram a partir das experiências no trabalho bem como algumas características e condições de trabalho dessa profissão, forneceram pistas capazes de inscrever o afastamento do trabalho deste grupo como decorrente de agravos à saúde, em geral, relacionados à atual organização do transporte rodoviário de cargas. Outro aspecto característico desse afastamento, é que em geral ocorre tardiamente com o agravamento das morbidades, ficando evidente a influência dos modos de lidar com o adoecer neste processo. Além disso, os dados apontam para a necessidade de aprimoramento constante das ações da Previdência Social considerando-se a não atenção às especificidades de determinado grupo profissional nos processos de avaliação e acompanhamento prestado no âmbito do INSS.
Social Security is configured as a set of rules that organizes the form of worker protection when, for whatever reason, has loss or reduced work capacity, in order to undermine their livelihoods and their families. Complementing its range, stands out among the social insurance programs offered by the National Social Security Institute (INSS), the vocational rehabilitation service that aims to provide its beneficiaries, disabled partially or totally to work, the means given for the re-entry in the labor market and the context in which they live. Therefore, this study aimed, in general, to describe, from the standpoint of the relationship between health and work, the configuration of the absence from work for long distance truck drivers in pension benefit and indication of vocational rehabilitation by the INSS. The specific objectives were to find aspects of the work of long distance truck drivers; identify and describe the factors related to the disease process perceived by participants; investigate and analyze the meanings attributed to the process of absenteeism among participants; verify and discuss the confrontation strategies used by participants in regarding the situation of absence. The study included 13 long distance truck drivers who received sickness benefit pension. The 13 participants answered a questionnaire on sociodemographic characteristics and brief information about their employment history and then were interviewed individually based on a semi-structured script. The interview transcripts were subjected to content analysis and problematized in light of Francophone Ergonomics and Clinics of Labor under the guidance of ergological approach. The results showed aspects of professional identity and development of these workers, who consequently revealed crossings in their modes of getting sick. Such elements that manifest from experiences at work as well as some characteristics and working conditions of the profession, provide clues able to enroll the absence from work of this group as a result of health problems, generally related to the current organization of road transport loads. Another characteristic feature of this remoteness, is that generally occurs later with worsening morbidities, evidencing the influence of ways of dealing with the illness in the process. Furthermore, the data point to the need for constant improvement of the shares of Social Security considering the lack of attention to the particularities of a given professional group in the assessment and monitoring provided under the INSS.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3105
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6519_dissertação Lívia20150430-154547.pdf1.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.