Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3448
Título: Repensando o conservadorismo católico : política, religião e história em Juan Donoso Cortés
Autor(es): Pavani, Roney Marcos
Orientador: Santos, Fábio Muruci dos
Palavras-chave: Catolicismo político
Spain, XIXth century
História das ideias
Conservadorismo
Construção da modernidade
Data do documento: 2-Jul-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O advento da modernidade, iniciada a partir do movimento das Luzes e da Revolução Francesa (1789-1799), gerou as mais diversas conseqüências para os países europeus. Políticos e intelectuais procuravam, cada qual à sua maneira, interpretar as novas idéias que emergiam, relacionando-as com o seu próprio ambiente em questão. Desses debates surgiam as correntes políticas modernas: o conservadorismo, o liberalismo e o socialismo. A Espanha, país de fortes raízes monarquistas e católicas, não era exceção nesse importante processo. Seus debatedores, ao longo de todo o século XIX, pensavam em como conciliar essas tradições com valore iluministas, tais como soberania popular e cultura laica. Um de seus mais ativos e controversos pensadores, apesar de pouco valorizado e estudado no Brasil, foi o advogado e professor Juan Donoso Cortés (1809-1853). Donoso é um dos exemplos da complexidade do pensamento conservador católico espanhol, cuja base, ao contrário do que muitos comentadores dizem, não se resume a restaurar o absolutismo bourbônico ou apregoar elementos que estejam localizados no passado medieval. Ao contrário, seu objetivo é propor uma nova solução para a modernidade, não renunciando à sua existência, mas que não esteja amparada pelas vias reacionária, liberal ou socialista, os três grandes inimigos políticos de Donoso. Por meio da análise profunda de suas obras, percebemos uma série de idiossincrasias em seu pensamento, o que faz mais do que necessária uma revisão. De posse desses materiais, e a partir de textos teóricos e metodológicos do pensamento político de onde obteremos as definições para os conceitos de liberalismo, conservadorismo, autonomia; bem como da moderna história das idéias dos quais apreenderemos as noções de modernidade e história moderna; e também de historiadores da Espanha e da Europa, procuraremos evidenciar que Juan Donoso Cortés representa uma linha particular dentro do pensamento tradicionalista católico, em especial quando comparado aos pensadores Maistre e Bonald. Categorizá-lo como reacionário ou regressista não é adequado, uma vez que suas premissas teóricas a noção de liberdade, de história e o papel do catolicismo são bastante peculiares frente a conceitos modernos. Disso decorre que Cortés propõe uma reforma moral, baseada nos princípios da religião católica tida como o mais perfeito produto da evolução religiosa histórica, sem renunciar a todos os elementos da vida moderna. Encontram-se aí a riqueza material, a secularização do Estado e algumas manifestações de liberdade.
The arrival of the modernity, it begun from the Enlightenment and the French Revolution (1789-1799), produced too much different consequences to the Europeans countries. Politicians and intellectuals sought, each one by their manner, to interpret the new ideas that emerged, relating them with their determined ambient itself. From these debates arose the modern political groups of ideas: conservatism, liberalism and socialism. Spain, country of strong monarchist and catholic roots, is not a exception in this important process. Their debaters, trough all XIXth century, thought how to conciliate that traditions with illuminist values, such as popular sovereignty and secular culture. One of their most activist and most controversial thinkers, even though to be underrated and understudied in Brazil, was the lawyer and professor Juan Donoso Cortés (1809-1853). Donoso is one of the examples of the Spanish catholic conservative thought complexity, whose base, unlike of many commentators say, is not consist in to restore the bourbonic absolutism, or to defend elements that are localized in the medieval past. On the contrary, its objective is to propose a new kind of solution to the modernity, not renouncing to its existence, but not supported by the reactive, liberal or socialist ways, the Donoso‟s three political enemies. Trough a deep analysis of his works, we have realized a series of idiosyncrasies in his thought, what makes more than needed a review. With these materials, and by theoretical and methodological texts of political thought – from which we will have the definitions to concepts of liberalism, conservatism, autonomy; as well as the modern history of ideas – from which we will apprehend notions of modernity and modern history; and also from historicists of Spanish history and Europe history, we will seek to demonstrate that Juan Donoso Cortés represents a particular line in the catholic traditionalist thought, especially when he is compared to the names of Maistre and Bonald. Thus, to categorize him as reactionary or regressive is not appropriate, because his theoretical premises – the notion of freedom, history and the role of Catholicism – are very particulars in contrast to modern concepts. It follows that Cortés proposes a moral reformation, based in the catholic religion principles – taken as the most perfect product of religious and historical evolution, without to waive to all elements of modern life. For example: the material wealth, the secular State and some expressions of freedom.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3448
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4052_.pdf1.21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.