Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4239
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFalbo, Ricardo de Almeida-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:33:15Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:33:15Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4239-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectInteroperabilidade semânticapor
dc.subjectModelagem conceitualpor
dc.subjectIntegração semântica de sistemaspor
dc.subjectOntologiaspor
dc.subjectGerência de configuração de softwarepor
dc.subjectSemantic system integrationeng
dc.subjectOntologieseng
dc.subjectSemantic interoperabilityeng
dc.subjectSoftware configuration managementeng
dc.titleUma abordagem baseada em ontologias para integração semântica de sistemaspor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc004-
dc.subject.br-rjbnIntegração semântica (sistemas de computador)por
dc.subject.br-rjbnOntologias (Recuperação da informação)por
dc.subject.br-rjbnGerenciamento de configurações de softwarepor
dcterms.abstractGeralmente, sistemas são construídos por diferentes desenvolvedores, em diferentes momentos, sem uma preocupação com o estabelecimento de um significado comum aos itens comunicados pelos mesmos. Em geral, cada sistema é executado separadamente e implementa o seu próprio modelo de dados e de processo. Esses modelos não são compartilhados entre os sistemas, o que abre espaço para diversos tipos de conflitos, incluindo conflitos sintáticos e semânticos. Essa heterogeneidade é considerada uma das maiores dificuldades no problema da integração. Neste contexto, ontologias podem ser usadas como uma interlíngua para mapear conceitos e serviços usados por diferentes sistemas, que acessariam dados e serviços por meio de ontologias compartilhadas. Neste presente trabalho defende-se a ideia de que a integração semântica é uma tarefa complexa e bastante subjetiva e, por isso, deve ocorrer em um nível mais alto de abstração. Tomando por base esta consideração, foi desenvolvida OBA-SI (Ontology-Based Approach for Semantic Integration), uma abordagem de integração semântica de sistemas que concentra esforços na modelagem conceitual e na análise dos requisitos de integração. Nessa abordagem, a integração semântica é realizada em um alto nível de abstração, provendo acordo semântico entre os sistemas no nível conceitual. OBA-SI lida com a integração nas três camadas de integração: dados, serviços e processos. Para tal, modelos conceituais dos sistemas (representando sua estrutura e comportamento), bem como do processo de negócio por eles apoiado, são comparados à luz de ontologias, usadas para atribuir semântica aos itens compartilhados entre os sistemas no apoio ao processo de negócio considerado. Os modelos são compatibilizados por meio de mapeamentos entre seus elementos. Todo esse processo de atribuição de semântica e uso de ontologias é independente da solução da integração. A fim de se testar a presente abordagem, foi realizado um estudo de caso no qual ela foi aplicada na integração semântica de dois sistemas de Gerência de Configuração de Software, usando ontologias de domínio e de tarefa.por
dcterms.abstractIn order to properly support the whole organization’s business process, systems should be integrated. However, integration is a complex problem, especially for large and dynamic organizations. In general, each system runs independently and implements its own data and process models. These models are not shared between systems, leading to several conflicts, including technical, syntactical and, especially, semantic conflicts. This heterogeneity is considered one of the major difficulties of the integration problem. In this context, ontologies can be used as an interlingua to map concepts and services used by the different enterprise applications, in a scenario of access to data and services via a shared ontology. In this work we present an Ontology-Based Approach for Semantic Integration (OBA-SI) that concentrates efforts in the integration requirements analysis and modeling. In this approach, integration is addressed in a high level of abstraction, looking for getting semantic agreement between the systems at the conceptual level. A premise of the proposed approach is that the assignment of semantics and the use of ontologies must be independent of the integration solution itself. The proposed approach deals with integration in three layers: data, service and process. To accomplish this, conceptual and behavioral models of the systems to be integrated are compared in the light of a reference ontology, which is responsible for assigning semantics to the shared items of the systems. Thus, to illustrate our approach, we present a real case of its application in integrating the version control system Subversion and a system for controlling changes, in order to support a Software Configuration Management process.eng
dcterms.creatorCalhau, Rodrigo Fernandes-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2011-08-26-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Informáticapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqCiência da Computaçãopor
dc.publisher.courseMestrado em Informáticapor
dc.contributor.refereeMenezes, Crediné Silva de-
dc.contributor.refereeOliveira, Juliano Lopes de-
Aparece nas coleções:PPGI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4173_.pdf5.97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.