Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7687
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSantos, Alexandre Rosa dos-
dc.date.accessioned2018-08-01T22:35:54Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T22:35:54Z-
dc.identifier.citationSILVA, Rosane Gomes da. Dinâmica temporal de índices de vegetação e sua correlação com a precipitação. 2016. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Agrárias, Jerônimo Monteiro, 2019.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7687-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectMeteorological variablesen
dc.subjectAtlantic foresten
dc.subjectProtect areasen
dc.titleDinâmica temporal de índices de vegetação e sua correlação com a precipitaçãopor
dc.title.alternativeTemporal dynamics of vegetation indexes and their correlation with precipitationen
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc630-
dc.subject.br-rjbnMeio ambiente - Conservaçãopor
dcterms.abstractAs florestas são áreas de grande relevância ambiental, pois seu ecossistema possibilita a manutenção de diversas espécies da fauna e contribui para a qualidade do solo e dos recursos hídricos. As variações climáticas constituem um dos principais agentes de alterações na dinâmica da vegetação, influenciando na distribuição, estrutura e função da vegetação, o que sugere uma desvaloração da mesma sob a forma de bens e serviços, estendendo os impactos à sócioeconômicos e de ecossistemas. Neste contexto, tornam-se cada vez mais importantes pesquisas que estudem a dinâmica de comportamento da vegetação e sua relação com o clima. O objetivo desta pesquisa foi analisar a tendência de comportamento da vegetação em bioma de mata atlântica, por meio de índices de vegetação do sensor MODIS, e sua correlação com a variabilidade dos dados mensais de precipitação do satélite TRMM. A pesquisa foi desenvolvida tendo como área de estudo o Parque Nacional do Caparaó e a parte da sua zona de amortecimento no estado do Espírito Santo. Foram utilizados dados de NDVI e EVI do sensor MODIS, produto MOD13Q1, do período de 2001 a 2014, totalizando 322 imagens e dados mensais de precipitação do satélite TRMM, do mesmo período, totalizando 168 imagens. As análises das tendências interanuais das séries temporais de Índices de vegetação foram realizadas por meio das metodologias de linearidade, correlação linear, tendência linear, tendência monotônica de Mann Kendall, tendência mediana de Theil-Sen e análise dos perfis temporais. Foi verificada a tendência sazonal por meio da análise de tendência sazonal (STA) e da transformada de ondaletas inversa de Haar. Por meio de técnicas de modelagem linear, expressas pelo R e R² calculados, foi estudada a correlação entre os dados de precipitação e índices de vegetação. Com a geração dos perfis temporais dos IV, observou-se que houve uma diminuição no vigor vegetativo, em especial nas áreas em que a vegetação apresenta-se mais vigorosa. Esse resultado foi de encontro às tendências interanuais estudadas, que indicaram decréscimo nos valores de IV tanto para a tendência monotônica de Mann Kendall como para a Tendência mediana, sendo um comportamento não linear de acordo com as metodologias de correlação 7 linear, linearidade e tendência linear. De acordo com a Análise de Tendência sazonal puderam ser identificados dois ciclos sazonais na área de estudo, um ciclo anual e um ciclo semi-anual. Esse resultado foi o mesmo encontrado por meio da transformada de ondaleta para o EVI. Para o NDVI e a precipitação não foi observado padrão de comportamento sazonal pela transformada de ondaleta. Quanto à correlação dos índices de vegetação com a precipitação, foram encontrados valores de correlação que chegaram a 0,7 para o R e 0,6 para o R². No entanto, na maior parte da área, principalmente considerando o PARNA Caparaó, esses valores foram muito baixos. Dessa forma, outros fatores podem ter influenciado nas alterações de comportamento da dinâmica da vegetação no período considerado.por
dcterms.abstractForests are areas of great environmental importance because its ecosystem enables the maintenance of various species of fauna and contributes to the quality of soil and water resources. Climate changes are main change agents in vegetation dynamics, influencing the distribution, structure and function of vegetation, which suggests a devaluation in the form of goods and services, extending the impact on socioeconomic and ecosystem. In this context, increasingly important become research to study the dynamics of vegetation behavior and its relationship with the weather. The objective of this study was to analyze the behavioral trend of vegetation in atlantic forest biome, by the MODIS vegetation indices and their correlation with the variability of monthly data satellite precipitation TRMM. The research was realized with the study area the Caparaó National Park and part of its buffer zone in the state of Espirito Santo. We used NDVI and EVI data MODIS sensor, MOD13Q1 product, the period from 2001 to 2014, totaling 322 images and satellite precipitation monthly data TRMM, the same period, totaling 168 images. The analysis of the interannual trends of time series of vegetation index were performed by the methodologies of linearity , linear correlation, linear trend, Mann Kendall monotonic trend, median trend Theil-Sen and analysis of temporal profiles. The seasonal trend was verified by seasonal trend analysis (STA) and transform inverse wavelet Haar. By means of linear modeling techniques, expressed by R and R² calculated, the correlation between the data precipitation and vegetation index was studied. With the generation of the temporal profiles of the IVs, it was observed that there was a decrease in greenness, particularly in areas where the vegetation has become more vigorous. This result was similar to study the interannual trends indicate that decrease in IR values for both monotonic trend Mann Kendall and for the median tendency, being a non-linear behavior in accordance with the correlation methodologies linear, linear and linear trend. According to the seasonal trend analysis were identified two seasonal cycles in the study area, an annual cycle and a semi-annual cycle. This result was the same found by wavelet transform to the EVI. For NDVI and 9 precipitation was observed seasonal pattern of behavior by the wavelet transform. As for the correlation of vegetation indices with precipitation, larger correlation values were to 0.7 to 0.6 and R to R². However, in most of the area, especially considering the PARNA Caparaó, these values were very low. Thus, other factors may have influenced the dynamics of the behavior changes of vegetation in the period considered.en
dcterms.creatorSilva, Rosane Gomes da-
dcterms.formatTexten
dcterms.issued2016-02-26-
dcterms.languageporen
dcterms.subjectRemote sensingen
dcterms.subjectSensoriamento remotopor
dcterms.subjectUnidade de conservaçãopor
dcterms.subjectVariáveis meteorológicaspor
dcterms.subjectFloresta atlânticapor
dcterms.subjectFlorestaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Florestaispor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqRecursos Florestais e Engenharia Florestalpor
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Florestaispor
dc.contributor.refereePelúzio, João Batista Esteves-
dc.contributor.refereeFiedler, Nilton César-
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
RosaneGomesdaSilva-2016-trabalho.pdf3.05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.