Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7701
Título: Densidade básica da madeira de eucalipto em gradientes climáticos no Brasil
Título(s) alternativo(s): Density basic of eucalyptus wood in climatic gradient in Brazil
Autor(es): Rocha, Sofia Maria Gonçalves
Orientador: Vidaurre, Graziela Baptista
Coorientador: Pezzopane, José Eduardo Macedo
Palavras-chave: Condições meteorológicas
Densidade de eucalyptus
Techs
Weather conditions
Density of eucalyptus
Data do documento: 26-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ROCHA, Sofia Maria Gonçalves. Densidade básica da madeira de eucalipto em gradientes climáticos no Brasil. 2018. 46 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Agrárias e Engenharias, Jerônimo Monteiro, 2018.
Resumo: O potencial produtivo de um local é resultado da interação dos materiais genéticos e das condições ambientais, fatores fundamentais para a qualidade da madeira produzida. Conhecer o comportamento dos diferentes genótipos sob variadas condições climáticas torna-se essencial para o planejamento florestal. O trabalho objetivou avaliar a influência das condições climáticas na densidade da madeira de eucalipto e verificar a possibilidade do ajuste de modelos de predição da densidade básica da madeira por meio de variáveis meteorológicas. Foi analisada a densidade básica da madeira de 4 clones de eucalipto, aos 4 anos de idade, em 11 localidades do Brasil com características climáticas distintas. As variáveis meteorológicas temperatura, precipitação, déficit de pressão de vapor máximo, deficiência hídrica e índices de sazonalidade de temperatura e precipitação foram utilizadas para caracterizar os sítios quanto às suas condições climáticas no período avaliado. Foi realizado o agrupamento hierárquico dos sítios e verificado o comportamento da densidade da madeira dentro dos grupos formados. Foram ajustadas equações de regressão linear entre as variáveis meteorológicas e a densidade da madeira. Formaram-se quatro grupos distintos e dentro de cada um verificou-se o comportamento da densidade básica atrelada ao crescimento para cada clone. De maneira geral, locais mais secos possibilitam maiores densidades devido à diminuição no ritmo de crescimento, embora o comportamento seja intrínseco a cada material genético. O déficit de pressão de vapor máximo e o déficit hídrico foram as variáveis mais correlacionadas e de melhores potenciais estimadores de densidade básica da madeira. Apesar da alta herdabilidade da densidade básica da madeira, há interface significativa com as variáveis climáticas.
Genetic planting materials together with environmental conditions determine the productive potential of the site and are of fundamental importance under the quality of the resulting wood, and knowing the behavior of different species under different climatic conditions is essential for forest planning. In this context, the objective of this work was to evaluate the influence of climatic conditions under the density of eucalyptus wood and to verify the potential of property estimation through meteorological variables. The basic wood density of 04 eucalyptus clones was analyzed at 04 years of age in 11 sites in Brazil with different climatic characteristics. The meteorological variables temperature, precipitation, maximum vapor pressure deficit, water deficiency and seasonality of temperature and precipitation were used to characterize the sites regarding their climatic conditions during the growing period. It was carried out the hierarchical grouping of the sites and verified the behavior of the density of the wood within the groups formed. Linear regression equations were adjusted between the most influential meteorological variables under wood density in order to identify the potential estimator for wood density. Four groups were formed and within each one the growth density basic behavior of each clone was verified. In general, drier locations allow higher densities due to a decrease in growth rate, but the behavior is intrinsic to each clone and does not establish a general rule. The maximum DPV and the DEF were the variables most correlated and with the best potential wood density estimators. Although density is an inherited characteristic, there is significant interface with climatic variables.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7701
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
SofiaMariaGonçalvesRocha-2018-trabalho.pdf2.83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.