Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8549
Título: Loucas docências benjaminianas : política da narratividade e produção de saúde
Autor(es): Brito, Janaina Madeira
Orientador: Barros, Maria Elizabeth Barros de
Palavras-chave: Política da Narratividade
Saúde docente
Subjetividade
Narrative politics
Teacher‘s health
Subjectivity
Data do documento: 26-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O estudo na Tese integra a pesquisa coletiva realizada no Programa de Formação e Investigação em Saúde e Trabalho (PFIST) vinculado ao Núcleo de Pesquisas em Subjetividades e Política (Nepesp) e ao Departamento de Psicologia. Trata-se de uma pesquisa-intervenção a partir do Fórum Cosate (2012-2015) dispositivo para a constituição de Comissões de Saúde do Trabalhador em Unidades Escolares do ensino municipal de Serra/ES. A Tese apresenta uma nuance dessa experiência, problematizando a saúde docente a partir de participação do professor da rede básica no Fórum Cosate, movimento em defesa e promoção da saúde. Uma política da narratividade, tratada pelo registro da pesquisa, constitui o campo empírico da Tese e auxilia na construção de uma abordagem histórico-filosófica e política para pensar o corpo-professor. No contexto da pesquisa processual, recursos históricos são tratados a fim de uma recomposição do corpo-professor para um movimento de saúde, perspectivado pelo plano da produção de subjetividade. Três dimensões foram dadas ao registro histórico da experiência, a saber: rememorar, narrar e restaurar, temporalidades inspiradas na filosofia da história de Walter Benjamin e leitores desse referido autor. A experiência em escrita evidenciou vestígios da saúde docente associada a estratégias de cuidado ao trabalho cotidiano do professor. A Tese resulta em uma defesa estética e política da saúde docente, referenciando a preparação de um corpo-professor ativo, combativo e inventivo.
The study in the thesis integrates the collective research carried out in the Training and Research Program in Health and Work (PFIST) linked to the Center of Research in Subjectivities and Politics (NEPESP) and to the Department of Psychology of the Federal University of Espirito Santo State. It is an intervention research from the Forum Cosate (2012-2015) - device for the constitution of Workers' Health Committees in School Units of the municipal education of Serra city/ ES. The thesis presents a nuance of this experience, problematizing teacher‘s health, from the participation of teachers of the Basic Education network in the Forum Cosate, movement in defense of health promotion. A narrative policy, treated by the research record, constitutes the empirical field of the thesis and supports it in the construction of a historical-philosophical and political approach to think the body-teacher. In the context of procedural research, historical resources are covered in order to recompose the body-teacher to a health movement, as envisaged by the subjectivity production plan. Three dimensions were given to the historical record of the experience, namely: recall, narrate and restore, temporalities inspired by the philosophy of history of Walter Benjamin and readers of this author. The writing experience evidenced traces of teacher health associated to strategies of the daily work care of the teacher. The Thesis results in an aesthetic and political defense of teaching health, referring to the preparation of an active, combative and inventive body-teacher.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8549
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9461_Tese Saúde docente e narratividade - Brito, J.M. 2016.pdf1.33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.