Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9222
Título: "Nom quer'eu donzela fea" : misoginia nas cantigas satíricas de Afonso X
Autor(es): Tavares, Vanessa Giuliani Barbosa
Orientador: Sodré, Paulo Roberto
Data do documento: 28-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Estuda as personagens femininas nas cantigas satíricas de Afonso X (1221-1284), rei de Castela e Leão e trovador, fundamentando-se em estudos interdisciplinares: filológicos, crítico-literários, historiográficos e filosóficos. Aborda os discursos clericais, jurídicos e filosóficos da Antiguidade e Idade Média que consolidaram a tradição misógina ocidental e engendraram a condição social das mulheres entre os séculos XII e XIV, identificando os modelos estéticos e comportamentais prescritos para as nobres e plebeias. Por meio da investigação de critérios sociais relativos à beleza e feiura, reconhece a fealdade feminina como um dos motivadores do riso no escárnio e maldizer galego-português, observando algumas estratégias poético-retóricas empregadas pelos trovadores para a descrição de senhoras, velhas e soldadeiras e de suas particularidades físicas e morais condenadas pelos paradigmas vigentes no medievo. Diante disso, constata que as cantigas satíricas produzidas por Afonso X, embora voltadas para o entretenimento, configuram-se igualmente como uma literatura que, ao apontar o desajuste das satirizadas aos modelos de beleza e conduta prescritos para as mulheres, tornava-se um meio de difusão e manutenção da misoginia medieval, isto é, dos discursos essencialistas que promoveram o apagamento social e histórico do gênero feminino.
The goal of this research is to study the feminine characters in the satirical songs of Alfonso X, King of Castile and Leon and troubadour, based on philological, literarycritical, historiographical and philosophical interdisciplinary studies. It approaches the clerical, legal and philosophical discourses from Antiquity and Middle Ages that consolidated the western misogynist tradition and engendered the social condition of women between the 12th and 14th centuries, identifying the aesthetic and behavioral models prescribed for medieval nobles and commoners. Based on investigation of social criteria regarding beauty and ugliness, this analysis recognizes the feminine ugliness as one of the motivators of laughter in the Galician-Portuguese escárnio e maldizer, observing some poetical-rhetorical strategies applied by the troubadours to describe ladies, old women and soldadeiras and their physical and moral characteristics condemned by medieval paradigms. In view of this, it is verified that the satirical songs of Alfonso X, although focused on entertainment, are as equally configured as a literature which, by pointing out the misfit of satirized women to the prescribed models of beauty and conduct, became a means of diffusion and maintenance of medieval misogyny, that is, the essentialist discourses that promoted the social and historical vanishing of the feminine gender.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9222
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11814_Dissertacao de mestrado de Vanessa G. B. Tavares - PPGL.pdf1.16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.