Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11115
Título: Utilização da Vinhaça no Cultivo da Microalga Klebsormidium Flaccidum (kützing) para a Produção de Biodiesel e o Reuso de Resíduos Industriais
Autor(es): GUARIEIRO, M. S.
Orientador: FERNANDES, V. O.
Data do documento: 22-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: GUARIEIRO, M. S., Utilização da Vinhaça no Cultivo da Microalga Klebsormidium Flaccidum (kützing) para a Produção de Biodiesel e o Reuso de Resíduos Industriais
Resumo: RESUMO Considerando o cultivo de microalgas e a eficiência na produtividade em termos de biomassa, torna-se importante a busca por alternativas que visem reduzir os custos de produção tendo em vista a produção de biocompostos para o mercado de biocombustíveis. O presente trabalho teve como objetivo aliar a reutilização de resíduos como fonte de nutrientes para o cultivo da microalga Klebsormidium flaccidum como uma alternativa para a cadeia produtiva de biocombustíveis. Para tanto, foi utilizada a vinhaça, água residuária resultante do processo de destilação da cana-de-açúcar. Os experimentos foram realizados na sala de cultivo do Laboratório de Taxonomia e Ecologia de Algas continentais LATEAC da Universidade Federal do Espirito Santo (UFES). Foram realizadas análises com o intuito de acompanhar o crescimento e o desenvolvimento da cepa cultivada em 3 diferentes concentrações de vinhaça bruta 10, 20 e 30% diluídas em água destilada. Em termos de densidade celular os melhores resultados foram observados nos tratamentos com 20% e a biomassa obteve resultados significativos em 20 e 30% de diluição. Em relação à caracterização bioquímica da biomassa e o acúmulo de biocompostos, os resultados demonstraram acúmulo superior a 60% de carboidratos nos cultivos com 10% de vinhaça, sugerindo a possibilidade de utilização na produção de bioetanol. Os percentuais de remoção de parâmetros como DBO, conteúdo de nitrogênio e fósforo demonstraram que o cultivo da microalga K. flaccidum em vinhaça pode ser uma alternativa mais barata e sustentável de utilização do resíduo. Palavras-chave: Vinhaça Microalga Biocombustíveis Biorremediação
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11115
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12872_Dissertação Final (May) pdf (1).pdf1.64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.