Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11149
Title: Impacto do envelhecimento na resposta imune de camundongos BALB/c e C57BL/6 contra a leishmaniose visceral
metadata.dc.creator: SALGADO, C. L.
Issue Date: 28-Mar-2019
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SALGADO, C. L., Impacto do envelhecimento na resposta imune de camundongos BALB/c e C57BL/6 contra a leishmaniose visceral
Abstract: Imunosenescência é um termo usado para definir o declínio fisiológico das funções imunológicas resultantes do envelhecimento. Está associada à indução de múltiplas características fenotípicas e disfuncionais no pool de células T e à capacidade prejudicada de montar respostas imunes efetivas contra patógenos e uma resposta vacinal satisfatória. A imunidade à infecção por Leishmania infantum requer uma resposta imune específica Th1, responsável por induzir os mecanismos leishmanicidas mediados por macrófagos. No presente estudo, investigamos se as alterações imunes impressas pelo envelhecimento teriam um impacto sobre a leishmaniose visceral. Nós avaliamos a capacidade funcional de células T efetoras, bem como o perfil de diferenciação de memória no pool de células T durante a infecção de ambas as cepas BALB/c e C57BL/6. Assim, camundongos jovens (6-8 semanas) e idosos (72 semanas) foram infectados com 107 promastigotas de L. infantum e eutanasiados durante o pico da infecção. Nossos resultados demonstraram que camundongos C57BL/6 infectados com idade avançada apresentaram maior carga parasitária tanto no baço quanto no fígado, em comparação com os controles. No entanto, camundongos BALB/c de idosos demonstraram uma redução do parasitismo no baço, mas não no fígado, associada a uma maior expressão de marcadores inibitórios (KLRG1 e PD-1) e NKG2D quando comparados a outros grupos. Além disso, camundongos velhos infectados demonstraram aumento do perfil pró-inflamatório caracterizado pela produção de IFN-γ, TNF-α, óxido nítrico (NO) e IL2, bem como o acúmulo de células T de memória efetoras. Em resumo, nossos resultados demonstram que o envelhecimento resulta em modificações distintas durante a leishmaniose visceral. Camundongos da linhagem BALB/c têm seu perfil de maior parasitismo revertido, enquanto que em camundongos C57BL/6 é o oposto. Esses resultados estão associados à ação reguladora da resposta adaptativa como a ação dos receptores inibitórios e de ativação, aos quais se tornam mais frequentes durante o envelhecimento. Palavras chave: Imunosenescência, Leishmania infantum, Células T de memória
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11149
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_13197_Dissertação Caio Loureiro Salgado.pdf2.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.