Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace3.ufes.br/handle/10/11178
Título: DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADES DO ELETROCARDIOGRAMA NA DETECÇÃO DE SOBRECARGA ATRIOVENTRICULAR E MARCADORES ELETROCARDIOGRÁFICOS DE DISTÚRBIOS DE DESPOLARIZAÇÃO E REPOLARIZAÇÃO EM CÃES COM DOENÇA VALVAR CRÔNICA DE MITRAL
Autor(es): OLIVEIRA, F. M.
Autor(es): APTEKMANN, K. P.
SCHWARTZ, D. S.
SOUSA, M. G.
TRIVILIN, L. O.
metadata.dcterms.subject: Cardiologia
Ecocardiografia
Eletrocardiografia
Data do documento: 27-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, F. M., DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADES DO ELETROCARDIOGRAMA NA DETECÇÃO DE SOBRECARGA ATRIOVENTRICULAR E MARCADORES ELETROCARDIOGRÁFICOS DE DISTÚRBIOS DE DESPOLARIZAÇÃO E REPOLARIZAÇÃO EM CÃES COM DOENÇA VALVAR CRÔNICA DE MITRAL
Resumo: O estudo das alterações fisiológicas que ocorrem decorrentes da prática de exercício físico é essencial para a projeção de protocolos de treinamento, avaliação de performance e diminuição dos riscos de lesões relacionadas a atividade física. Alterações eletrocardiográficas já foram descritas decorrentes da atividade física em animais e podem ser detectadas através da eletrocardiografia 24-horas (Holter). As principais causas desses distúrbios são por hipertrofia ventricular secundária ao exercício, distúrbios eletrolíticos e hipóxia do miocárdio, sendo essencial a dosagem de eletrólitos, bem como realização de oximetria dos animais. O monitoramento da frequência cardíaca, dosagens de lactato e glicose são também importantes para a avaliação do condicionamento físico. O exercício em esteira simula atividades físicas de cães de trabalho ou esportivos, auxiliando no estudo das alterações e desenvolvimento de programas de condicionamento para cães. Desta forma, objetiva-se avaliar a eletrocardiografia 24-horas e determinar níveis de eletrólitos, glicose e lactato em cães da raça Labrador submetidos a teste de esforço (TE) físico em esteira ergométrica. No TE, os cães serão avaliados em seis momentos, sendo o M0 obtido imediatamente antes do exercício; M1 imediatamente após o término do TE; M2 a M6 após 5, 10, 15, 30 e 60 minutos após o término do TE, respectivamente. Serão avaliados as dosagens de lactato, glicose, eletrólitos (Na, K, Cl, Mg, Ca e P), peso e parâmetros fisiológicos (temperatura corporal, frequências cardíaca e respiratória), bem como a eletrocardiografia-24h. Os dados serão comparados estatisticamente entre os momentos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11178
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12248_Franciely Mota de Oliveira.pdf
  Restricted Access
1.38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.