Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3531
Título: Do Estado União de Jeovah à União dos Posseiros de Cotaxé : transição de movimento sociorreligioso a movimento político e organizado singularidades : transição e longevidade
Autor(es): Garcia, Elio Ramires
Orientador: Fagundes, Pedro Ernesto
Coorientador: Oliveira, Ueber José de
Palavras-chave: Transição
Resistência
Landed property
Data do documento: 9-Jun-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho tem como objetivo estudar o processo de transição ocorrido no movimento camponês de matriz sociorreligiosa mais longo da história do Brasil, o qual teve lugar no distrito de Cotaxé, município de Ecoporanga, no estado do Espírito Santo. Estudará o locus de tal fato histórico, suas características físicas e demográficas e o processo de ocupação da região, particularmente no período compreendido entre os anos 1930 e 1960. Inicialmente de natureza sociorreligiosa, o aqui denominado Movimento de Cotaxé tem seus primórdios nos anos finais da década de 1940, quando Udelino Alves de Matos, um bem falante pregador, aporta à região. Aliando o discurso da terra com um impreciso discurso de fundo religioso, o pregador baiano propõe a construção de um novo ente federativo, o Estado União de Jeovah, na zona litigada pelos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais. Como providências práticas, o pregador baiano organiza um grupo armado para expulsar proprietários e toma a iniciativa de lançar as bases organizacionais do novo Estado. Liquidado União de Jeovah por ação da Polícia Militar do Espírito Santo em 1953, Udelino desaparece, ou é desaparecido. No entanto, mesmo desaparecido Udelino, permanece não resolvida, principalmente, a questão da posse e titulação da terra, permanecem presentes os principais atores sociais, tanto posseiros quanto grileiros, importantes atores individuais e, também, a violência institucional e a violência informal. Nesse contexto de superação traumática, mas também de continuidades, registra-se a presença posterior do PCB, atuando na região e mediando a transição de movimento inicialmente sociorreligioso para movimento eminentemente político e organizado, além de articulado a outros setores dos movimentos sociais. Essa transição, mediada pelo Partido Comunista, constituiu-se no problema central a ser elucidado neste estudo. O movimento de Cotaxé tem seu final com a saída do último dos líderes dos posseiros, durante o mês de outubro de 1966, tendo existido por longos 18 anos. Para alcançar os objetivos propostos neste estudo, utilizamos, como metodologias tanto a análise documental quanto, no campo da história oral, as entrevistas com alguns poucos personagens, os quais vivenciaram, pelo menos em parte, aqueles episódios.
This paper aims to study the transition process taken place in the peasant movement of socio-religious matrix the longest in the history of Brazil, which took place in Cotaxé district in the city of Ecoporanga in the state of Espirito Santo. Will study the locus of this historical fact, its physical and demographic characteristics and the process of occupation of the region, particularly in the period between the years 1930 and 1960.Initially from socio-religious nature, over here termed Cotaxé Movement has its beginnings in the final years of the 1940s, when Udelino Alves de Matos, a well preacher speaker, brings to the region. Allying the speech of the earth with a inaccurate religious background speech, the Bahian preacher proposes the construction of a new federative entity, the Union State of Jeovah at the litigated zone by the states of Espírito Santo and Minas Gerais. Like practical steps, the Bahian preacher organizes an armed group to expel owners and take the initiative of launching the organizational bases of the new State. Settled Union Jeovah by the Military Police of the Espirito Santo, Udelino disappears, or was "disappeared". However, even disappeared Udelino, remains unresolved, especially the issue of ownership and titling of land, the main social actors remain present, both squatters as land grabbers, important individual actors and also institutional violence and the informal violence. In this context of overcoming traumatic, but also of continuities, register the later presence of PCB, operating in the region and mediating the initially socio-religious movement transition to highly political and organized movement, and articulated to other sectors of social movements. This transition, mediated by the Communist Party, constitutes the central problem to be elucidated in this study. The Cotaxé Movement has its end with the exit of the last of the leaders of the squatters during october of 1966, having existed for long 18 years. To achieve the objectives proposed in this study, we used both methodologies and document analysis as in the field of oral history, interviews with a few characters, who experienced, at least in part, those episodes
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3531
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7635_DISSERTAÇÃO ELIO RAMIRES20151028-142025.pdf2.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.